World Fabi Books











{março 17, 2011}   Atendendo à pedidos…

Era de trevas

Ela sonhava em ser princesa, rainha, nobre duquesa. Ele vivia no mesmo mundo de castelos, pelejas e acordeões. Campos floridos, carruagens, cavalos, céu azul, roupas bufantes, ciganos e feiticeiras adornavam suas vidas imaginárias.

O desejo destes dois personagens era tão forte que quase transformava esse mundo em realidade, transferia a era medieval de volta para a era atual, jogando o tempo contemporâneo em um vortex escuro, a espera de mais uma chance.

Mas, o sonho despencou. Nem mesmo o Chapeleiro Maluco pode ajudá-los como ajudou a Alice em seu País das Maravilhas. O coelho branco não poderá guiar mais ninguém e o seu relógio parou de retroceder, agora os ponteiros correm e correm, aceleram rumo ao fim.

É neste mundo em que vivem. Neste mundo onde carruagens são carros, cavalos são motos, roupas bufantes são trapos coloridos, o céu é poluído e é no senado onde se encontram os ciganos e as feiticeiras.

A princesa e o príncipe, ambos do mesmo sangue azul. Irmãos nobres que compartilham muito mais do que o líquido rubro que corre em suas veias. Realeza de mesmo coração, de mesma paixão, de mesmo amor.

Amor amordaçado que consome o fruto proibido. A maçã vermelha já desbotada diante de seus olhos, definha, carcomida por vermes que ditam as regras num mundo corrompido, onde sonhos não tem vez e amantes descobrem-se irmãos.

Esta história não começa com um “era uma vez” e termina com “felizes para sempre”. Ela é uma tragédia Shakespeariana. É uma entrelinha da obra de Lewis Carrol, onde o País das Maravilhas, na verdade, é uma paródia da sociedade suja da Inglaterra, que no caso de nossos protagonistas, seria a sociedade corrupta brasileira. Nem mesmo o paraíso parece ser perfeito, não é?

A princesa despenca da torre juntamente com seu príncipe. Seu literalmente amor fraterno está mais adiante na queda, já estraçalhado no chão.

Que sentido faz a ordem? Onde começa o caos? Irmãos podem se amar, mas não da forma como seus corações anseiam.

E tudo vira um turbilhão de cores vertiniosas, que vão se acinzentando até assumirem a mais absoluta escuridão. Os amantes se encontram agora na Era das Trevas e nem mesmo o valente Rei Arthur poderá livrá-los da tragédia de Shakespeare



Lucas says:

Dramatic! A little sad, but u’r amazing!



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

et cetera
Devaneios da Lua

Sobre tudo e ao mesmo tempo nada

Crônicas da Gaveta

Relatos amadores por @Cardisplicente

Sara M. Adelino

Tradutora. Revisora. Redatora.

WILDsound Festival

Weekly Film Festival in Toronto & Los Angeles. Weekly screenplay & story readings performed by professional actors.

Destino Feliz

Seu Blog de Viagens, Roteiros e Experiências

dmaimalopes

A great WordPress.com site

delenaalways

A fine WordPress.com site

evilking.wordpress.com/

Comic Book and related work by Danilo Beyruth

ibooksney

EM ANDAMENTO

My Broken Throat

Até que o medo se desfaça... Um engano do destino

nicoleravinos

"Um dia sem sorrir é um dia desperdiçado"

Action Nerds

Bonecos, tirinhas e nerdices. Aqui você encontra tudo isso!

Baú de Histórias

Em construção!

%d blogueiros gostam disto: