World Fabi Books











{junho 21, 2011}   Literatura: Philip Pullman – “Fronteiras do Universo”

Philip Pullman

Philipi Pullman

Philip Pullman nasceu em 19 de Outubro de 1946. O escritor e ex-professor se considera um ateu militante britânico. Apesar disso, em suas obras mais premiadas, diversos temas religiosos são abordados, como a existência de Deus e da vida após a morte.

É o autor de várias obras, sendo que a mais famosa é a minha amada trilogia Fronteiras do Universo (originalmente batizada de His Dark Materials – rudemente traduzindo: Suas Matérias Escuras). A série já ganhou vários prêmios de literatura no mundo.

A infância de Pullman foi um tanto peculiar graças ao seu pai e ao seu padrasto que eram ambos membros da Real Força Aérea. Este fato o levou para viagens pelo mundo inteiro.

Ele morou por um tempo na Austrália, onde descobriu as maravilhas das histórias em quadrinhos, e como todo garoto que gosta de HQ’s, Pullman cresceu amando, em particular, o Super-Homem e o Batman.

Aos 11 anos, quando voltou para a Grã-Bretanha, passou a viver no Norte de Gales. Era uma época em que as crianças podiam passear em qualquer lugar, jogar nas ruas, brincar sobre as colinas. Uma infância saudável e feliz, não?

Depois de sair da escola, Pullman costumava ir à Faculdade de Exeter, em Oxford, para ler e exercer o seu dever de nerd. Fez alguns serviços temporários, e então voltou a Oxford para tornar-se um professor.

Ensinou cursos sobre romances vitorianos e contos populares, e também um curso examinando como palavras e imagens poderiam assentir juntas. E, como era de se esperar, ele eventualmente largou o magistério para escrever em tempo integral.

Livros

O primeiro livro, The Haunted Storm, foi publicado em 1972 e ganhou o New English Library’s Award para jovens escritores. Um pouco mais tarde, ele criou a famosa série Sally Lockhart Quartet:

Sally e a Maldição do Rubi (original: The Ruby in the Smoke),

Sally e a Sombra do Norte (original: The Shadow in the North),

Sally e o Tigre no Poço (original: The Tiger in the Well),

– E o quarto e último ainda não foi traduzido, mas o seu nome original é The Tin Princess.

Mas foi só em 1995, com o lançamento de A Bússola de Ouro (primeiro livro da série Fronteiras do Universo) que Pullman finalmente conseguiu prestígio mundial.

O livro foi muito bem recebido pela crítica e ficou várias semanas na lista dos mais vendidos.

Assim, em 1997, chegou às prateleiras A Faca Sutil (segundo livro da série). E finalmente em 2000, A Luneta Âmbar chegou para fechar a trilogia.

Alguns anos depois, Pullman ainda escreveria outros livros como A Borboleta Tatuada, A Filha do Fabricante de Fogos de Artifício, O Espantalho e seu Criado, A Oxford de Lyra, Once Upon a Time in the North e A Caverna dos Magos (escrito em parceria com mais alguns autores). Atualmente Pullman está escrevendo The Book of Dust.

Adaptações: Cinema e Televisão

Em 2002 a empresa de filmes New Line Cinema comprou os direitos autorais de Pullman e produziu o filme A Bússola de Ouro. Mas, infelizmente, devido a baixa bilheteria não serão feitos os filmes dos outros livros.

Já em 2006 a BBC adquiriu os direitos da série Sally Lockhart Quartet e transformou o primeiro livro, The Ruby in the Smoke, em uma série televisiva.

Em 2007, transformou o segundo livro, The Shadow in the North, também em uma série televisiva. Os planos da BBC são os de adaptar todos os quatro livros da série para a televisão. Já o romance A Borboleta Tatuada virou filme pela Dinamyc Entertainment.

Outro livro de Pullman que irá para as telas do cinema é Count Karlstein, que está sendo roteirizado pelo diretor Henry Selick. A obra conta a história de um nobre europeu que fica muito rico à custa do diabo, e decide entregar suas duas sobrinhas como pagamento.

“Fronteiras do Universo”

Saga: Fronteiras do Universo

A saga Fronteiras do Universo é uma premiada trilogia composta pelos livros:

A Bússola de Ouro (original: Northern Lightstradução: Aurora Boreal),

A Faca Sutil (original: The Subtle Knife – tradução: A Faca Sutil),

A Luneta Âmbar (original: The Amber Spyglass – tradução: A Luneta Âmbar).

O título original da trilogia, His Dark Materials, é uma citação de John Milton em O Paraíso Perdido (mais especificamente o livro 2): “His dark materials to create more Worlds” – tradução: “Seus materiais escuros para criar outros mundos“.

Philip Pullman anteriormente tinha proposto a série o nome The Golden Compasses (Os Compassos de Ouro). Esse termo também tomado de “O Paraíso Perdido”, onde ele se refere ao pó, “compassos”, com qual Deus moldou o mundo, uma idéia retratada na pintura de William Blake, O Eterno.

A série acompanha a história de Lyra Belacqua e Will Parry, enquanto viajam pelos universos paralelos que compõem o Multiverso, tendo como pano de fundo uma série de eventos épicos que ameaçam a própria existência de todos os universos.

A trilogia tem lugar através de um multiverso, se deslocando entre muitos mundos alternativos.

Em A Bússola de Ouro, a história tem lugar em um mundo com algumas semelhanças com a nossa própria; com estilo semelhante à era vitoriana, sendo que a tecnologia não tinha evoluído para se construir automóveis ou aviões.

Pullman utiliza a retórica para dar a entender que no mundo criado em Fronteiras do Universo, as diversas igrejas cristãs, Ortodoxa e as demais Igrejas Protestantes se fundiram.

Um intrigante exemplo da história que pode ser citado, é o fato de que João Calvino (um dos mais notáveis reformadores protestantes) foi um Papa no universo criado por Pullman.

Sem mencionar o fato de que a Igreja (frequentemente chamada de “Magisterium”) controla, no livro, todo o mundo ocidental e provavelmente o oriente também.

Um aspecto distintivo na história de Pullman vem de seu conceito de “Daemon“. Em vários universos na trilogia, ao nascer, a alma humana se manifesta ao longo da vida como um animal em forma de daemon que sempre fica perto de seu homólogo humano.

Durante a infância, o daemon pode mudar a sua forma para qualquer animal que desejar, mas na adolescência ela se fixa em uma única forma. A forma final revela a verdadeira natureza da pessoa e personalidade, o que implica que esta está estabilizada depois da adolescência.

O universo da série tem interessante tecnologia; ressalta que no mundo de Lyra tem-se conhecimento tanto da metafísica, como da física quântica.

Em A Luneta Âmbar, usando uma amostra de DNA, uma pessoa pode acompanhar outra de qualquer universo e perturbar o tecido do espaço-tempo para formar um profundo abismo no nada, forçando o alvo a sofrer um destino muito pior do que a morte normal.

Incrível, não é?

Philip Pullman já escreveu, além da trilogia, dois outros livros da série, que na verdade são livros coadjuvantes:

– O primeiro, lançado em 2003, chama-se A Oxford de Lyra.

– O segundo, lançado em 2008, chama-se Once Upon a Time in the North (tradução: Era uma vez no Norte).

Atualmente Pullman escreve The Book of Dust – o que eu grosseiramente traduzo como O Livro do Pó.

E aqui vão algumas frases (a maioria do próprio autor) que creio ser as melhores:

“Isto significará o fim da Igreja… O fim de todos aqueles séculos de trevas!… O Pó mudará tudo.” – A Bússola de Ouro (não lembro o personagem)

“O Deus que morre é o Deus daqueles que queimavam os hereges, daqueles que enforcavam as bruxas… Esse Deus merece morrer. A Autoridade, então é uma IDÉIA antiga de Deus, mantida viva artificialmente por aqueles que se beneficiam de sua existência continuada.” – Philip Pullman

“Estou tentando minar os alicerces das crenças cristãs.” – Philip Pullman

“Três coisas me inspiram: 1ª – Dinheiro; Faço isso para viver, se não escrever bem, não vou ganhar o suficiente para pagar as contas. 2ª – O desejo de deixar uma marca no mundo. E 3ª – O prazer do artesanato; o infinito prazer de construir coisas, no meu caso, estórias.” – Philip Pullman

 

“Existem outros mundos além do nosso. A bússola vai mostrar o caminho”

Anúncios


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

et cetera
Amor literário

Resenhas de Livros 📖 💻 📝

Devaneios da Lua

Sobre tudo e ao mesmo tempo nada

Crônicas da Gaveta

Relatos amadores por Blair Pttsn

Sara M. Adelino

Tradutora. Revisora. Redatora.

WILDsound Writing and Film Festival Review

Feature Screenplay, TV Screenplay, Short Screenplay, Novel, Stage Play, Short Story, Poem, Film, Festival and Contest Reviews

Destino Feliz

Seu Blog de Viagens, Roteiros e Experiências

Enquanto houver oxigênio

Respire mais uma vez e tente outra vez

dmaimalopes

A great WordPress.com site

delenaalways

A fine WordPress.com site

evilking.wordpress.com/

Comic Book and related work by Danilo Beyruth

ibooksney

EM ANDAMENTO

My Broken Throat

Até que o medo se desfaça... Um engano do destino

%d blogueiros gostam disto: