World Fabi Books











{agosto 2, 2011}   Trabalhos na CBN – Campinas

Matéria sobre Hebiatria:

Mudanças no corpo, crises e dificuldades no convívio com os pais, são características que podem ser acompanhadas por um Hebeatra

Reportagem:

Carolina Marialva

Fabiane Pontes

Fernanda Rodrigues

Sonoplastia:

Ivan Ortiz

Para ouvir, cliquqe aqui: Hebiatria

(ou acesse: http://www.portalcbncampinas.com.br/noticias_interna.php?id=24385#)

——————————————————————————————————————————————————————————————————————

Matéria sobre Mercado Editorial:

Concorrência no mercado editorial dificulta primeira publicação

Reportagem:

Beatriz Jorge

Carolina Marialva

Fabiane Pontes

Sonoplastia:

Ivan Ortiz

Para ouvir, cliquqe aqui: Concorrência Editorial

(ou acesse: http://www.portalcbncampinas.com.br/noticias_interna.php?id=26624#)



Esse daqui é um documentário de rádio que eu e um grupo de amigos criamos durante o curso de jornalismo, em 2008.

Há algumas gafes e alguns erros de pronuncia, eu infelizmente não encontrei o arquivo arrumadinho. Porém, espero que gostem!

Beijos



{agosto 2, 2011}   Livros na web

A internet, que é vista como um recurso importante tanto academicamente quanto no dia a dia do trabalho,  pode se tornar um perigo para alguns impressos, como os jornais e, atualmente, os livros.

Fabiane Zambelli de Pontes

Nesse novo mundo moderno, digitalizado e virtual, já se proclamou muitas “mortes”, uma delas, além da do fim do jornal impresso, foi a morte do livro convencional, ou seja, do livro impresso.

A Internet é um recurso interessante, muitas vezes extremamente importante; mas será que ela poderia substituir a emoção de folhar páginas e páginas em uma leitura envolvente?

Em uma entrevista para o jornal O Estado de S. Paulo (em 28 de janeiro de 2006) o educador, poeta e jurista, Miguel Reale, afirmou que mesmo que o computador e a Internet sejam peças ricas de conhecimento para o homem, os livros jamais deixaram de existir, pois sempre continuaram sendo necessários para o conhecimento humano.

“Por mais que o computador enriqueça a Internet, o livro continuará sendo um ente essencial e necessário, exatamente por sua unidade sistemática, que é um valor autônomo.”

nelson2

Mesmo que a Internet, aparentemente, não cause a “morte” dos impressos e consiga facilitar a difícil tarefa de publicar um livro,  ela também se mostra uma incógnita que pode se tornar perigosa tanto para os novos quanto para os antigos escritores.

Afinal, se os livros estarão disponíveis na integra na web e nos e-books, como ficarão as vendas dos impressos se, futuramente, qualquer um poderá baixar qualquer livro para poder ler?  Como ficariam os escritores com o avanço da Internet? Ela seria um futuro perigo para a profissão? Essa é uma dúvida que alguns têm sobre o rumo dos escritores com os avanços virtuais.

O escritor, Nelson Magrini chega a se comparar com os músicos.

Nelson Magrini em sessão de autografos

“O e-book, por enquanto, está sendo comercializado. Portanto, devido a essa comercialização, eu ainda o vejo como uma mídia alternativa aos livros. Mas, se ele vai virar uma preferência à mída de papel, não sei dizer… A internet tem um lado bom, mas também tem um lado ruim, que é a pirataria. Veja os músicos…. É fácil baixar as músicas e coloca-las nos mps3’s, mp4’s e em outros aparelhos aí no mercado. Agora, em termos da pirataria de livros, acredito que, por exemplo, quem escreve contos deveria se preocupar mais, pois são menores e as pessoas ficam mais suscetíveis a lê-los pelo computador e pelos celulares. No entanto, não sei se no futuro isso vai gerar um impacto muito significativo a todos os escritores, pois é uma coisa que todos nós estamos sujeitos.”

Provavelmente a web não se torna uma inimiga dos livros convencionais e apenas uma alternativa a mais para os leitores. Contudo, apenas saberemos se ela se tornará um “perigo” para os escritores e para os livros impressos futuramente.

Afinal, mesmo os músicos de hoje em dia encontraram uma alternativa para o prejuízo que tinham com as músicas baixadas pela internet, se promovendo através de shows. E, ao mesmo tempo, controlando esse dano financeiro com a ajuda de uma jovem, porém, crescente fiscalização sobre a pirataria de seus produtos. E caso ainda cresça uma pirataria de livros pela rede, talvez os autores também consigam encontrar uma saída para isso.

ebooks_250x251

E quem não concorda com essa rivalidade entre livros e a internet, pode ir conferir a matéria de como a internet se tornou uma opção aos livros: http://redatoronline.wordpress.com/2009/11/16/um-complemento-da-leitura/

(matéria feita em 2009)



{agosto 2, 2011}   Um complemento da leitura

A internet, que às vezes é vista como inimiga pelos mais tradicionais, também pode ser uma grande aliada para quem gosta de ler e para aqueles que querem publicar livros.

Fabiane Zambelli de Pontes

Livros impressos e e-books… Muitos veem essa relação como uma “guerra” entre dois meios de literatura, que disputam espaço entre os leitores no mercado. Contudo, essa “guerra” também pode ser vista sob uma outra ótica. Para alguns, ela pode se tornar uma relação amigável, onde um se torna uma opção do outro.

Ao invés de abolir o livro convencional, a Internet acabou se tornando mais uma alternativa de leitura. E uma prova disso são os livros exibidos pela web e os novos e-books. Com isso, os escritores de hoje em dia conseguem ver a internet como uma escolha a mais para publicar suas obras.

Muitos procuram por editoras virtuais para divulgar os livros e outros também se aproveitam de outros recursos, como blogs e sites para mostrar o próprio trabalho e atrair os leitores.

André Vianco em sessão de autógrafosO escritor brasileiro, André Vianco (na fotografia à direita), é um dos que utilizam a Internet ao seu favor. Ele possui um site próprio, onde os interessados podem entrar para saber mais sobre suas obras, se informar sobre eventos que ele participará e conhecer melhor o próprio autor.

“Olha, eu uso muito a internet ao meu favor. Tenho um site onde mostro meus trabalhos e, além dele, tenho comunidades e um perfil no orkut, estou no twitter e até utilizo o msn. Eu vejo tudo isso como uma forma de me aproximar mais de meus fãs. E você dando atenção aos leitores, isso automaticamente se converte em divulgação de mim mesmo como autor e também de  minhas obras. Portanto, a internet é muito útil neste ponto. Fica mais fácil de se aproximar dos meus leitores e fazer amizade com eles e, ao mesmo tempo, de montar uma publicidade em instantes que pode atingir milhares de fãs.”

juliano

E a web não se torna aliada apenas de quem já está no mercado editorial há bastante tempo.  São muitos  os novos  escritores que também veem a internet como uma ajudinha a mais na hora de publicar livros. Esse é o caso do novato no ramo de livros, Juliano Sasseron (na fotografia à esquerda).

“Na internet eu posso publicar obras minhas, divulgar a que eu já consegui lançar e conversar com alguns leitores e convidar amigos a lerem meus livros. Na internet eu posso fazer uma boa divulgação e publicidade do meu trabalho e ver o nível de aceitação dos leitores, assim, eu posso saber onde melhorar e o que não mudar. Ajuda a aprimorar minhas obras”

nelson3

E o escritor, Nelson Magrini (na fotografia à direita), ressalta que quem deveria se preocupar com o avanço da internet não deveriam ser os escritores que ainda a veem como uma ajuda, mas sim, as editoras e livrarias.

“Ao meu ver, não são exatamente nós quem deveríamos nos preocupar tanto. Afinal, os escritores produzem as obras e agora, usam a internet para divulgá-las e públicá-las. Quem deveria se preocupar seriam as editoras e as livrarias! Já que, mesmo que os escritores fossem atingidos, no futuro, por uma pirataria muito grande de livros, mesmo assim, os maiores lesados seriam elas.”

Contudo,  muitas são as editoras que não apoiam essa visão do escritor. Mas, que também  veem a web como alternativa e se aproveitam deste recurso para facilitar e agilizar o trabalho de publicação.

Além disso, a jornalista Cyntia Belgini, que está há oito anos trabalhando no mercado editorial, aconselha os escritores no ramo editorial e dá dicas de como utilizar a internet ao seu favor, principalmente quando se está começando no ramo:

“Primeira coisa, reserva um dia para consultar na net algo que ajude na sua publicação e, se precisar, liga para as editoras, perguntando com qual linha editorial elas trabalham… A segunda dica é simples: dê ao texto uma unidade. E a terceira dica é:  se você confia mesmo  em seu trabalho, mas ele já foi recusado por algumas editoras, o coloque na net!  Existem várias formas de divulgá-lo na web hoje em dia: twitter, orkut, blogs…  E outras ferramentas  que você pode encontrar na net. Tem também o google books, onde você pode fazer uma bela divulgação de sua obra e ter um retorno interessante”.

Direitos autorais sobre as próprias obras todos têm, no entanto, será que haverá um controle sobre quem consegue baixar livros pela internet? Somente com o tempo para saber. Contudo, no momento, sabe-se que a internet não representa um perigo para os “novos e velhos” no mercado editorial.

ebook

E para quem acredita que a internet pode prejudicar o mercado editorial dos livros impressos, pode ir conferir a matéria do quanto a internet pode ser perigosa: http://redatoronline.wordpress.com/2009/11/15/livros-na-web/

(matéria feita em 2009)



{agosto 2, 2011}   Trollando pela Internet

Sei como ele se sente…

Passei por isso jogando Mário XD



{agosto 2, 2011}   Trollando na Internet

Huahauahauahauahauahuah… Adorei!!!



{agosto 2, 2011}   A Hora e a vez das Letras

Hey!!

Esse daqui é um programa de rádio sobre literatura, que eu e uns amigos fizemos no segundo ano de facul (em 2008).

Tá bem gostoso de ouvir!

Espero que gostem!

Bjos



{agosto 2, 2011}   Trollando na Internet

MUAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!

Não dá para negar!



{agosto 2, 2011}   Trollando na Internet

Isso acontecia muito comigo!

E ainda acontece…



{agosto 2, 2011}   Trollando na Internet

FATO! Huahauahauhauahaua



et cetera
Devaneios da Lua

Sobre tudo e ao mesmo tempo nada

Crônicas da Gaveta

Relatos amadores por @Cardisplicente

Sara M. Adelino

Tradutora. Revisora. Redatora.

WILDsound Festival

Weekly Film Festival in Toronto & Los Angeles. Weekly screenplay & story readings performed by professional actors.

Destino Feliz

Seu Blog de Viagens, Roteiros e Experiências

dmaimalopes

A great WordPress.com site

delenaalways

A fine WordPress.com site

evilking.wordpress.com/

Comic Book and related work by Danilo Beyruth

ibooksney

EM ANDAMENTO

My Broken Throat

Até que o medo se desfaça... Um engano do destino

nicoleravinos

"Um dia sem sorrir é um dia desperdiçado"

Action Nerds

Bonecos, tirinhas e nerdices. Aqui você encontra tudo isso!

Baú de Histórias

Em construção!

%d blogueiros gostam disto: