World Fabi Books











{agosto 11, 2011}   Days with… Carlos!

Weeeell…

Isso já faz um tempinho, mas, sempre vale a pena recordar! (acredito que foi no final de semana retrasado!)

Eu estava louca para assistir o filme do Capitão América, tanto pela história, pelo o que os trailers mostravam, quanto pelo próprio ator “gatoso”!

Começo a caçar uma companhia para ir comigo no cinema numa sexta-feira à noite. Eis que o pobrezinho do Carlos aparece online no gtalk.

Tinha encontrado minha vítima! MUAHAHAHAHAHA…

Como ele disse que voltaria de São Carlos na sexta à tarde, combinamos de ir ver o filme assim que eu saísse do trabalho. Portanto, ele chegaria ás 16:00 em Jundy-City, iria se arrumar e descansar um pouquiiiiinhoooo e depois iria me pegar na Assessoria da Juventude às 17:00. Assim que chegássemos no Maxi Shopping, pegaríamos a primeira sessão do Capitão América!

Tudo ocorreu como combinado até sairmos do meu trabalho…

Dentro do carro, conversando, Carlos dirigindo, fomos indo. Porém…

Repentinamente olhamos ao redor e percebemos que havíamos passado “um pouco” (um quase sarcasmo aqui) a entrada que nos levaria a avenida rumo ao shopping. Estávamos indo em direção à casa do Carlos.

Choramos de rir e fizemos um belo de um retorno.

Entramos no Maxi e…

Uma daquelas moças que distribuem flyers na entrada bateu no meu vidro e informou:

– “Moça, seu vestido tá pra fora!”

Eu olho para a porta e vejo que metade da barra do meu vestido estava presa na porta e, consequentemente, sendo exibida para todos! Ou seja, demos uma volta por Jundiaí, expondo um pedaço da minha roupa como enfeite do carro!

Dei um jeito (tardio) no assunto, claro, sem deixar de rir de mim mesma.

Entramos e compramos os ingressos e saímos andando pelo shopping.

Perdemo-nos brevemente dentro daqueles quatro corredores que o lugar é composto (não me pergunte como).

Fiz amizade com uma das funcionárias do Maxi e peguei informações preciosíssimas de uma pessoa que vende Melissas por um preço ótimo.

Comemos. Surtei com algumas vitrines em promoção. E fomos ver o filme.

Fila gigantesca e um calor insuportável, considerando que o restante do shopping estava frio, assim como o lado de fora.

Entramos, conseguimos um bom lugar e esperamos.

A sala parecia uma sauna gigante, repleta de pessoas conversando sobre os mais variados e bizarros assuntos.

Para tentar enganar o calor absurdo, nós nos entupíamos de coca-cola gelada. Eis que, em um gole, o Carlos virou um pouco mais do que devia o copo e boa parte do refrigerante se espalhou pela camisa dele.

Obviamente, morri de dar risada da cena.

Enquanto gargalhávamos, uma funcionária do cinema chega:

– “Pessoal, estamos com um pequeno problema técnico, Daqui a pouco eu volto com mais informações”.

Olhamos para o relógio e P.Q.P. já tinha passado mais de meia hora do horário que o filme deveria ter começado!

– “Mas, dá pra ligar o ar da sala pelo menos?” – um cara estranho gritou.

– “Desculpe, mas essa sala também está com problema no ar!”

Ótimoooo!! (sintam o sarcasmo aniquilador aqui)

Esperamos por mais uns vinte minutos mais ou menos, até a mesma funcionária voltar, acompanhada de outras duas.

– “Infelizmente, não deu para consertar o equipamento. Informamos que a sessão foi cancelada. Na saída estaremos ou revalidando os ingressos para que possam ver outro filme em até 30 dias, ou reembolsando vocês.”

Bom… Preferimos revalidar.

Fomos caminhar, novamente, pelo shopping. Eu estava um tanto frustrada, mas fazer o que?

Fabi: Caramba, isso nunca aconteceu comigo antes.

Carlos: Nem comigo.

Fabi: Isso porque faz um ano que você não vai ao cinema, né? (ah sim… Acho que esqueci de comentar esse detalhezinho!)

Carlos: Mas a culpa é sua!

Fabi: MINHA? Por quê?

Carlos: Por que é… Oras!

Essa conversa se seguiu por um tempinho… Hehehe…

Quando estávamos passando pela frente do cinema pela segunda vez, vi que logo mais iria começar a sessão do Harry Potter – Relíquias da Morte – Parte 02 (legendado e em 3D).

Eu já vi o filme com a Bia, contudo… Como uma boa fã… Não podia deixar de tentar de assistir novamente!

Fabi: Carlooos… Vamos assistir Harry Potter? (com certeza eu devo ter feito cara de criança pidona!)

Carlos: Mas, você já não viu?

Fabi: Já, mas… Não era 3D e eu QUERO ver 3D!

Carlos: Hm… (analisando a proposta)

Fabi: Tô com ingressos válidos pra qualquer filme aqui, vamos?

Carlos: Mas, eu nem vi o quinto, o sexto e a primeira parte do sétimo!

Fabi: Tá… Mas se vc não quiser mesmo ver… Tudo bem…

Carlos: Não, tudo bem! Vamos ver. (yeah! Vitória para mim! Hehe)

Fabi: Brigadaaaaa!

Carlos: Mas, vou ficar perdido no filme.

Fabi: Tudo bem, eu vou explicando.

Subimos para o cinema e eis que descobrimos que precisávamos descer de volta para a bilheteria lotada para trocar o ingresso.

Eu furei fila e consegui fazer a troca rapidamente…

Pois é… Sou malvada ás vezes, mas era HARRY POTTER!!!

In fine… Entramos na sala, nos sentamos e o filme começou.

Depois dos cinco primeiros minutos de Relíquias da Morte, tudo fica escuro, o filme para e as luzes se acendem repentinamente.

A mesma funcionária de antes aparece (MERDA!):

– “Estamos com um pequeno problema técnico que estamos resolvendo.” (eu já fulminei o Carlos com o olhar)

– “É a síndrome da sala 05?” (gritou um cara atrás da gente).

A mulher riu e saiu. Pelo visto, a maioria das pessoas naquela sessão vinham da sala 05 onde, supostamente, deveria ter passado o filme do Capitão América.

Fabi: Culpa sua, Carlos!

Carlos: Por quê?

Fabi: Você fica um ano sem vir ao cinema e quando você vem, acontece isso! É zica!

Carlos: Não é culpa minha!

Fabi: É sim! Comigo isso nunca aconteceu! Só tá acontecendo porque você tá aqui!

Carlos: É nada! A culpa é sua! Você quem é a culpada!

Fabi: Eu não! É você!

E a conversa continuou nesse ritmo até o filme recomeçar! (yeaaaah \o/)

Claro que depois fomos para casa e no dia seguinte fomos dar uma volta loooooongaaaa por São Paulo, onde eu finalmente consegui ver Capitão América.

Ou seja… O final de semana foi bem agitado, porém divertido!

E tadinho do Carlos eu o aluguei para me acompanhar em minhas loucuras! Hehehe…

Sorte que ele é bonzinho comigo, apesar de viver me zoando! (nessa ultima parte me imaginem fazendo um olhar assassino).

É isso… Um dia tentando ver um simples filme com o Carlos! hauahauahau

Carlos

Eu (Fabi)

Viram como eu choro de rir quando saio com o Carlos? hehe…



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

et cetera
Amor literário

Resenhas de Livros 📖 💻 📝

devaneiosdalua.wordpress.com/

Sobre tudo e ao mesmo tempo nada

Crônicas da Gaveta

Relatos amadores por Blair Pttsn

Sara M. Adelino

Tradutora. Revisora. Redatora.

WILDsound Writing and Film Festival Review

Feature Screenplay, TV Screenplay, Short Screenplay, Novel, Stage Play, Short Story, Poem, Film, Festival and Contest Reviews

Destino Feliz

Seu Blog de Viagens, Roteiros e Experiências

• powersx3

' in your mind,i have all power #

dmaimalopes

A great WordPress.com site

delenaalways

A fine WordPress.com site

evilking.wordpress.com/

Comic Book and related work by Danilo Beyruth

ibooksney

EM ANDAMENTO

My Broken Throat

Até que o medo se desfaça... Um engano do destino

%d blogueiros gostam disto: