World Fabi Books











{novembro 16, 2011}   Figuras da Literatura Brasileira

Olá, a todos!!!

Como alguns já sabem, acabei por atrasar os posts da coluna “Figuras da Literatura Brasileira” e por causa disso, peço milhões de perdões!!

O cronograma ficou um tanto atrasado e espero que esse problema não os desanimem com relação ao meu blog e a essa coluna!

E, para quem é novo aqui… 

O Figuras da Literatura Brasileira é um post que virou coluna!

Toda terça-feira (salvo imprevistos) coloco uma entrevista com alguns escritores brasileiros, as quais se pautam em cima dos mais variados temas escolhidos pelo próprio escritor.

Podemos discutir desde ficção até problemas políticos, sendo que o intuito é ajudá-los a conhecer melhor essas figuras de nossa literatura!

E não se esqueçam: Manifestem-se à vontade!

Então… Vamos para entrevista dessa semana?

Leonardo Brum falando sobre o tema “Você acredita em ETs?”:

Leonardo Brum é mineiro de Belo Horizonte.

Tem 35 anos e reside atualmente no Rio de Janeiro.

É autor da conhecida obra “Um Mundo Perfeito”!

E nas horas vagas, vem dedicando-se à conclusão do seu segundo livro, uma história de vampiros envolvente e fora do comum.

Em suas obras ele explora as limitações humanas ante a situações incomuns e a coragem de superar os próprios medos e frustrações.

Tornou-se conhecido no meio literário, entre autores de diversos estados e fãs do gênero de suspense, através do seu livro de estréia, Um Mundo Perfeito.

O livro narra a história do desaparecimento dos 207 moradores de uma pequena ilha do litoral de Vitória chamada Pedra-Luz.

Em suma, a irrealidade que gera uma reflexão para o mundo cotidiano.

Entrevista:

1. Sempre foram comuns histórias sobre alienígenas vindo visitar, ou até mesmo invadir, a Terra. Lembrando que uma delas chegou, inclusive, a virar Lenda Urbana: “o ET de Varginha”! O que você acha delas?

Na minha opinião, os relatos mais importantes relacionados à casuística ufológica são o Caso Roswell (1947, Novo México, EUA), e o Caso Varginha (Varginha-MG, 1996).

Digo isso em razão da quantidade de depoimentos relevantes gravados e de documentos existentes sobre tais relatos.

O Caso Varginha até hoje reacende discussões entre céticos e ufólogos, mas, polêmicas à parte, o episódio deixou marcas indeléveis nas vidas de diversas pessoas.

Foi o mais bem documentado da Ufologia brasileira, existindo milhares de gravações de membros militares e civis que tiveram envolvimento com o fenômeno que atingiu a cidade mineira naquele ano fatídico. Pessoas morreram, como foi o caso do soldado Marco Eli Chereze, que teve contato direto com a criatura apreendida. Outras, como as jovens que avistaram a criatura, ficaram traumatizadas e tiveram suas vidas alteradas drasticamente após o acontecido.

Uma análise completa sobre o Caso pode ser obtida no Portal UFO de meu site, www.leonardobrum.com.br, resultado de minhas diversas pesquisas sobre o tema.

 

2. Ultimamente alguns seriados se tornaram famosos por causa do seu enredo com alienígenas. Você acredita que o sucesso deles acontece por que o mistério a cerca dos “ET’s” ainda intriga muita gente, ou porque os enredos e as produções são ótimos?

Hoje em dia tudo é muito espetaculoso no âmbito cenográfico. Milhares de efeitos visuais cativam os olhos vidrados dos expectadores, imersos a uma profusão tecnológica que inclui recursos como 3D, wide screen, imensas telas LCD, LED, Full HD. Muitas vezes os miraculosos efeitos visuais acontecem em volta de uma história ruim ou pouco interessante.

Há uma vasta popularização sobre o tema ufológico nas telas de cinema. Apesar de não serem, em sua maioria, abordagens de cunho científico, elas são úteis para uma maior conscientização sobre a questão.

Gosto muito de filme, claro, mas o mais importante para mim é a história.

Algumas pessoas costumam me dizer que preferem o aspecto visual a ler um livro. Acho isso preocupante. Um livro traz muito mais informações do que um filme. E fomenta muito mais nossas habilidades imaginativas. Um filme é apenas uma história pronta, não permite muita divagação.

 

3. O que você acha da literatura atual que envolve fatos alienígenas, incluindo revistas sobre o assunto? Você acha que, hoje em dia, as pessoas estão mais conscientes da realidade ufológica?

Embora muitas não detenham um caráter investigativo mais aprofundado, as histórias que envolvem a questão ufológica contribuem para uma maior popularização sobre o tema, e isso é importante, porque estimula nossa percepção sobre a existência de outras realidades possíveis.

A literatura envolvendo a casuística ufológica é mais vasta do que se pensa. Existem inúmeros relatos de época nas quais são dadas explicações paliativas para o fenômeno ufológico.

A Bíblia é o principal exemplo disso. Lá existem inúmeros relatos de avistamentos de “artefatos” voadores e anjos que chegavam posicionados em cima de nuvens.

Assim, por não haver uma melhor explicação na época, a temática ufológica ficou também “camuflada nas nuvens”. Até mesmo para que não fosse “desvirtuada” a temática religiosa.

A atribuição de causas ufológicas aos relatos folclóricos brasileiros também é tema de inúmeros estudos.

Segundo dados da renomada Revista UFO, estima-se que 80% de todas as lendas, mitos, crenças e estórias que povoam o folclore brasileiro tenham suas origens na manifestação de discos voadores.

É comum, por exemplo, moradores humildes das regiões rurais relatarem a aparição de entidades como a “Mãe-d’água” ou “Mãe do Ouro”, uma bola de fogo que voava sobre as serras.

O meu encantamento definitivo pelo tema ufológico aconteceu após a leitura do livro Projeto Majestic – A Nave Perdida, do autor norte-americano Whitley Strieber, em que relata os acontecimentos do famoso Caso Roswell.

Uma análise aprofundada sobre abduções pode ser encontrada nas obras de David Jacobs, um dos principais pesquisadores desse fenômeno em todo o mundo, tendo já realizado, de forma sistemática e seguindo o método científico, mais de 1.000 regressões hipnóticas em mais de 140 pessoas abduzidas. Sua obra mais importante foi A Vida Secreta (1998), onde ele traz, na íntegra, os relatos mais expressivos envolvendo abduções. Uma obra impressionante!

 

4. Como é escrever e discorrer sobre algo tão polêmico hoje em dia: a existência de alienígenas?

Além de estimular o debate sobre o tema, tal narrativa enriquece bastante o conteúdo de nossa Literatura Fantástica, pela multiplicidade de fenômenos associados à questão.

Meus livros sempre costumam trazer alguma abordagem sobre a Ufologia, pois considero o estudo de tais fenômenos importante e instigante, embora normalmente não seja o assunto principal de minha narrativa. Em Um Mundo Perfeito, por exemplo, Clarice, a professora, sofre um episódio de caso típico de abdução.

 

5. Você já ouviu falar da teoria do planeta Nibiru? Se sim, o que acha dela e de outras teorias similares, como por exemplo, o fato das pirâmides terem sido construídas por povos evoluídos e extraterrestres?

Muitas pessoas têm citado o planeta Nibiru quando o assunto é o Fim do Mundo em 2012.

Não acredito que nenhum planeta irá se chocar com a Terra em 2012. Sobre isso, entraremos no campo científico e, pelo que eu saiba, não existe nenhuma previsão da ciência de uma provável rota de colisão de algum astro celeste com a Terra.

Creio que o assunto “Fim do Mundo em 2012”, malgradas algumas previsões supostamente associadas aos Maias ou até mesmo a Nostradamus, certamente venderá muitos livros e revistas até que, enfim, chegaremos em 2013 e descobriremos que, afinal, tudo não passou de mera superstição ou modismo.

Por outro lado, as pirâmides e outras notáveis construções do povo egípcio ainda guardam muitos
segredos onde a própria ciência encontra dificuldades para explicar sua viabilização na prática.

Os avançados conhecimentos da época poderiam explicar como toneladas de pedras foram cortadas, erguidas em grandes alturas e encaixadas com perfeição e sem a utilização de cimento ou concreto?

Nesse caso, são bastante sugestivas as inúmeras investigações que têm sido feitas ao longo dos tempos sobre a possibilidade de interferência extraterrestre nessas construções.

Tendo a acreditar mais nessa última hipótese, embora estejamos tão aquém de conhecimentos para avaliar a questão. O mistério tem prevalecido por séculos e séculos sem muitos avanços significativos.

 

6. Você julga ser possível existir vida fora da Terra? E esse seres seriam capazes de se comunicar conosco e/ou interferir gritantemente na vida das pessoas?

Esse é um assunto que poderia, facilmente, resultar em inúmeras páginas de reflexões. Algumas coisas a gente “acredita” apenas por intuição.

A máxima reportada em todos os episódios de Arquivo X nos dá uma boa indicação do que pretendo expor: “A verdade está lá fora”, embora tenhamos pouco acesso a ela ainda nos dias de hoje. Ou seja, eles estão lá, indiferentes quanto à nossa própria opinião sobre a existência deles.

Antigamente, por muitos anos, eu costumava passar longas horas estudando sobre a casuística ufológica. Entretanto, tenho percebido que o tema pouco evoluiu, embora existam, hoje em dia, algumas inovações importantes, como a vinculação da Ufologia com fenômenos espíritas.

Esse é um campo vasto e importante, e que trará novas perspectivas. Apesar disso, ainda trago uma reflexão pouco otimista sobre o tema.

Pare para pensar: a gente vê, algumas vezes, as pequenas formiguinhas andando em fila pelo chão.

Você já pensou alguma vez em comunicar-se com elas?

Eu também não.

Por quê?

Por que, embora vivam em sociedade e sejam trabalhadoras árduas e responsáveis, elas são inferiores a nós.

Tal contato não traria nenhum benefício para nós.

Pois é. Estamos sendo periodicamente visitados por entidades muito mais evoluídas que nós. E creio que eles não têm o menor interesse em fazer contato conosco.

O objetivo deles é outro, quer seja aproveitar de nosso meio ambiente, realizar experiências invasivas em pessoas, hibridização de raças, ou qualquer outro motivo que sequer conhecemos. Isso tudo em detrimento de nossa própria existência.

Anúncios


Vanessa Ginelly says:

Nossa, que explicação interessante sobre os UFOS! Ao mesmo tempo tão pertubardora. Parabéns ao site pela entrevista!



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

et cetera
Amor literário

Resenhas de Livros

Devaneios da Lua

Sobre tudo e ao mesmo tempo nada

Crônicas da Gaveta

Relatos amadores por @Cardisplicente

Sara M. Adelino

Tradutora. Revisora. Redatora.

WILDsound Writing and Film Festival Review

Feature Screenplay, TV Screenplay, Short Screenplay, Novel, Stage Play, Short Story, Poem, Film, Festival and Contest Reviews

Destino Feliz

Seu Blog de Viagens, Roteiros e Experiências

Enquanto houver oxigênio

Respire mais uma vez e tente outra vez

dmaimalopes

A great WordPress.com site

delenaalways

A fine WordPress.com site

evilking.wordpress.com/

Comic Book and related work by Danilo Beyruth

ibooksney

EM ANDAMENTO

My Broken Throat

Até que o medo se desfaça... Um engano do destino

%d blogueiros gostam disto: