World Fabi Books











{junho 21, 2012}   Causos de um feriadão!

Causos de um feriadão! 

(parte 3)

 

 

 

Continuando com a saga (já atrasada) do incrível feriadão de Corpus Christi.

Chegando à grande São Paulo, fomos deixadas no bairro Liberdade. O dia permanecia um pouco chuvoso, mas nada com o que pudéssemos nos preocupar.

Dirigimos-nos até o mini, porém super, shopping Sogo e corremos comer alguma coisa, antes que a bloggueira e escritora que voz escreve caísse de fome, afinal, não é fácil ficar o dia inteiro apenas com chá mate no estômago/organismo.

Comemos, fofocamos, conversamos, caminhamos pelo Sogo, fizemos compras… Saímos do shopping, compramos um pouquinho mais, tagarelamos mais ainda, deixamos nossos pezinhos se exercitarem pelo bairro e decidimos passar em algum mercado ou em alguma vendinha, adquiri guloseimas para levarmos à casa de nossa amiga querida, Nay!

Quando entramos no primeiro estabelecimento, encontramos uma super caixa de doces em forma de Coalas, no entanto, não estávamos satisfeitas com o preço. Portanto, corremos para outra loja do outro lado da rua. Ela parecia ter pouco tempo de inauguração e nos encantamos com o tamanho e com alguns produtos frescos e caseiros, contudo, o preço do doce que queríamos estava maior do que na vendinha anterior. Suspiramos e fomos até o mercado ao lado. O lugar estava, como sempre, apinhado se seres humanos se contorcendo pelos estreitos corredores! Começamos a entrar e logo vimos a desejada super caixa do doce!

– Olha ali! Alguma de vocês consegue enxergar o preço? – olhei para trás e apontei para a prateleira adiante. – Sou meio míope… – comentei com o meu característico “sorrisinho”.

– Tá mais barato! – anunciou minha colega recentemente mega loira (digo isso em tom de verdade e não como uma piada! A Sofia está com o cabelo descolorido e lindamente loira).

– YEAH!!

Sim… Exatamente isso, meus caros! Eu GRITEI!

A fala não veio com um erro de “casp lock” ativado. As letras em maiúsculo servem para representar o meu real grito de alegria, em plena entrada lotada de um mini mercado no bairro Liberdade, em São Paulo!

E para piorar a situação, eu ergui um dos meus braços em comemoração! Como se não bastasse o grito, eu precisei ressaltar a fatídica cena com um levantar de um bracinho rechonchudinho, que quase acertou o homem a minha frente.

Claro, que o tal cidadão olhou para trás e me lançou um olhar de puro desprezo e reprovação. E naquele momento eu me lembrei que olhares podem dizer mais e ser mais poderosos do que uma palavra dita ou um contato físico!

Senti-me uma criancinha! Baixei o braço devagar e apertei os lábios, temendo que mais um grito acabasse saindo por eles. Engoli o que quer que estivesse entalado na garganta e esperei longos segundos até o tal homem voltar a se virar.

Mais do que depressa, eu completei o ato infantil e agarrei minha pequenina amiga japonesa pelos ombros e a arrastei para minha frente.

– Liane, fica aqui! – e, em vão, tentei me esconder atrás dela.

-O que você aprontou?

– Nada. Só fica aqui e me protege. – a frase chegou a ficar um pouco cômica, afinal, quem deveria proteger uma garota tão delicada e pequenininha, era eu! Já que em todo o meu tamanho, teria mais chances de sobreviver a um ataque do abominável homem do mercado do que ela!

E não adianta dizer que todo japonês sabe lutar artes marciais e, portanto, ela saberia se defender! Eu conheço a Liane há mais de 17 anos e nunca a vi praticar qualquer tipo de luta, a não ser quando eu e outra amiga a usávamos de cobaia para praticar os golpes que aprendíamos em nossas aulas de Judô. (bons tempos aqueles… hehehehehe)

Enfim…

Conseguimos entrar sem maiores incidentes. Ninguém nos atacou e eu não atrapalhei mais nenhum cidadão.

E de lá, nos dirigimos para a casa da Nay, o que rende mais uma história que será contada em um post futuro!

Espero que estejam se divertindo com os meus pequenos causos, porque eu, com certeza, me diverti e me divirto muito com eles!

Anúncios


Sofia says:

Foi atrás de mim que vc se escondeu! XD



OMG! Verdade!! eu me escondi atrás da loira E da japinha!! hauahauhauahauahau



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

et cetera
Amor literário

Resenhas de Livros

Devaneios da Lua

Sobre tudo e ao mesmo tempo nada

Crônicas da Gaveta

Relatos amadores por @Cardisplicente

Sara M. Adelino

Tradutora. Revisora. Redatora.

WILDsound Writing and Film Festival Review

Feature Screenplay, TV Screenplay, Short Screenplay, Novel, Stage Play, Short Story, Poem, Film, Festival and Contest Reviews

Destino Feliz

Seu Blog de Viagens, Roteiros e Experiências

Enquanto houver oxigênio

Respire mais uma vez e tente outra vez

dmaimalopes

A great WordPress.com site

delenaalways

A fine WordPress.com site

evilking.wordpress.com/

Comic Book and related work by Danilo Beyruth

ibooksney

EM ANDAMENTO

My Broken Throat

Até que o medo se desfaça... Um engano do destino

%d blogueiros gostam disto: