World Fabi Books











{setembro 18, 2012}   Dica de leitura do dia: O Grande Desafio

O Grande Desafio

Autor: Pedro Bandeira

.

.

.

Que tal a dica de hoje ser sobre um dos livros do incrível escritor brasileiro, Pedro Bandeira?

Eu, particularmente, sou apaixonada pela série de livros “Os Karas”, contudo, dessa vez irei falar sobre outros personagens, outras tramas, mas de “enredos parecidos”. O texto dessa vez é dedicado ao livro O Grande Desafio!

Vamos lá…

Como todo livro de Bandeira, o enredo possui a sua “marca registrada”: uma escrita frenética, com fatos sempre coerentes (nada mirabolante DEMAIS), uma narração que não perde ritmo e um desfecho bem elaborado (assim como todo conteúdo e estruturação da história… Não há brecha para uma crítica por falta de preparo e zelo na escrita do livro!). É perceptível a preocupação do autor com os elementos e a coerência na história.

O personagem principal, Tony, é um garoto bonito, inteligente, gênio da computação e excelente nadador que leva uma vida quase normal… E com esse “quase normal” eu não me refiro a nada sobrenatural e/ou cômico, o garoto Tony é cego.

Com muita coragem e desenvoltura, ele enfrenta os obstáculos, sem nunca desistir, mostrando que uma simples deficiência não é limite para praticamente nada (um verdadeiro banho de moral para os preguiçosos e pessimistas de plantão…)!

Essa determinação de Tony, muito incentivada pela mãe, se torna fundamental para a aventura em que ele se mete. Sem garra e cérebro, ele não seria capaz de ajudar sua colega de escola, Carla (sua grande paixão de adolescente), a livrar o pai de uma trama diabólica (que me lembra “um pouco” uma trama mafiosa!)!

Tudo começa no famosíssimo Colégio Prof. Cidinha Moura, onde o pai da garota em questão, Antônio, era contador. A família deles é feliz e bem estruturada, contudo, Marta, a mãe de Carla, tem uma doença séria e por causa disso, o homem da família, em completo desespero, pede ajuda a quem não deve, pois não consegue arcar com todos as despesas médicas da esposa.

Antônio é acusado de ser o responsável por um desfalque financeiro da escola e, por conta disso vai preso injustamente, uma vez que o pobre coitado assumiu a culpa.

Mas, por quê “pobre coitado”? Por quê “preso injustamente”? Ele não poderia ser o culpado?

Até poderia, no entanto… Como um homem direito como ele poderia sabotar a escola onde trabalha como contador?

Simples… Antônio apenas assumiu a culpa, porque foi chantageado por Dom Peperone (eu ainda dou risada quando leio o nome clássico do vilão), o qual ameaçou tirar sua filha da escola e não fornecer os remédios que sua mulher precisa, caso não cooperasse com a situação.

E para ajudar, acontece um acidente na escola! Aliás… Um grave acidente, pois alguém “cai” da escada. E tudo isso vai girando ao redor da cabeça e da liberdade de Antônio, já que a pergunta mais freqüente é: “Será que o acidente tem relação com o desfalque?”

Tony, como bom garoto apaixonado que é, acompanha todo o drama e então, começa a bancar o detetive ao lado de Carla (uma ótima oportunidade de se aproximar e conquistar a garota!). Afinal, era preciso provar a inocência de Antônio e o mais rápido possível, pois o “cenário” vai mudando na escola depois daquele acidente e do desfalque! Algo estranho e grande está acontecendo.

Com astúcia, Tony e Carla enfrentam o crime organizado, a cobiça desenfreada, o medo e, principalmente, o preconceito. A aventura envolve a todos os leitores e o enredo é simplesmente criativo e delicioso de se ler! Não há como não se envolver na história e ver como podemos tudo, bastando para isso ter vontade e coragem.

Sabe… É difícil contar mais sobre a história sem soltar algum spoiler, pois a obra é todinha cheia de surpresas! Bandeira conseguiu criar uma história eletrizante e original (como sempre!).

Toda a trama é massa (olha o meu “trocadilho”, já que tem máfia aí no meio, hehehe…)! Desde as primeiras cenas de ação até a parte do Porão (opa! Que porão? Hm… Acho que alguém vai precisar ler o livro!)!

O autor soube dar vida aos personagens, principalmente a Tony. Deficiente visual ou não, o autor passou a mensagem que mesmo você sendo “especial”, você pode tudo o que desejar!

O final é avassalador e bom!

Calma, não darei tanto spoilers assim, porém, saibam que apesar de Bandeira já deixar evidente quem é o “vilão”, bem antes do fim da obra, o surpreendente é descobrir mais os “comos e porquês” do que os “quens”! Apenas posso dizer que tudo foi um plano bem arquitetado…

Enfim…

Apesar de ser classificado como infanto-juvenil, eu recomendo esse livro para todos! Realmente… Ótima leitura, sem digressões e prolixidade. Pedro Bandeira é, na minha humilde opinião, um dos melhores escritores da literatura brasileira juvenil.

Uma dica literária muito boa, que passa inúmeras mensagens de força de vontade através de suas páginas, que fala sobre paixões, e acima de tudo, que uma pessoa pode não ser aquilo que ela aparenta exteriormente.

Filho, você pode fazer tudo o que quiser.

 

 

 

 



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

et cetera
Crônicas da Gaveta

Relatos amadores de um coração cardisplicente...

Sara M. Adelino

Tradutora. Revisora. Redatora.

WILDsound Writing and Film Festival Review

Feature Screenplay, TV Screenplay, Short Screenplay, Novel, Stage Play, Short Story, Poem, Film, Festival and Contest Reviews

Destino Feliz

Seu Blog de Viagens, Roteiros e Experiências

• powersx3

' in your mind,i have all power #

dmaimalopes

A great WordPress.com site

delenaalways

A fine WordPress.com site

evilking.wordpress.com/

Comic Book and related work by Danilo Beyruth

ibooksney

EM ANDAMENTO

My Broken Throat

Até que o medo se desfaça... Um engano do destino

nicoleravinos

"Um dia sem sorrir é um dia desperdiçado"

Action Nerds

Bonecos, tirinhas e nerdices. Aqui você encontra tudo isso!

%d blogueiros gostam disto: