World Fabi Books











{setembro 20, 2012}   Astrologia, Planos Psicológicos, Signos e outras coisas mais!

Olá, pessoinhas que ainda lêem o meu singelo blog!

Como vocês já devem ter deduzido pelo título deste post, hoje vamos abordar um pouquinho de astrologia e algumas coisinhas que ela possa implicar, como por exemplo, signos e características “peculiares” ou típicas!

Mas, afinal…

O que é ASTROLOGIA?

“Astrologia é uma linguagem simbólica que correlaciona a posição dos corpos celestes em um determinado momento com as características deste momento em um local específico na Terra. Com isso, podemos saber que tipos de energias estão mais atuantes em um fato em particular, desde um nascimento até um fato político/econômico.Cada pessoa é um ser único e diferente dos demais. O Mapa Astral Completo aponta todos os aspectos dos astros na hora em que você nasceu e oferece um estudo detalhado de sua personalidade. O Mapa Astral Completo é essencial para aqueles que procuram um maior conhecimento de si mesmo e do seu signo solar.” Fonte: Estrela Guia

 

 

Conseguiram entender um pouquinho melhor o que é astrologia??

Espero que sim, pois não vou colocar mais explicações aqui! Hauahauahau… (como eu sou uma pessoa MALA!)

Enfim…

Eu pensei em já partir direto para os signos ocidentais (Áries, Touro, Gêmeos, Escorpião, Câncer, Libra, Sagitário, Peixes, Aquário, Vigem e Capricórnio), contudo, por que não começar com os planos psicológicos? E em um próximo post falamos sobre os signos e suas características?

Bom… E os que são esses PLANOS PSICOLÓGICOS?

Eles podem ser considerados também como “modelos emocionais”.

“Cada planeta do sistema solar simboliza um plano da psique humana. A mitologia greco-romana é a maior fonte das correspondências entre os planetas e os planos da alma. A posição dos planetas em um mapa do céu representa onde cada uma das partes da psique estão sendo abastecidas e como geralmente se manifestam no cotidiano. Acompanhe o significado de cada um deles.” Fonte: Texto cedido pela academia Castor e Pólux ao site Porto do Céu Astrologia

 

Agora que está um pouco mais explicadinho, vamos aos planos?

 

 

 

Doze Planos Psicológicos:

 

Sol:

O Sol indica a consciência, a personalidade, o projetor, a revelação, o foco.

No Mapa Astrológico, vai indicar onde você pode brilhar, mostrar a sua individualidade. Apesar de correr o risco do egoísmo, da arrogância, do orgulho, da vaidade e do exibicionismo, que seria o lado pior do Sol, você tem, também, a oportunidade de brilhar de forma plena, exteriorizando a sua verdadeira essência.

O Sol rege o signo de Leão e, na Mitologia, é Apolo, o deus da Luz e dos oráculos, deus que tudo vê e que tudo mostra, nos indicando a forma clara, verdadeira e honesta com que devemos nos relacionar, fazendo o possível para que tudo fique sempre esclarecido.

Lua:

A Lua, na Astrologia, indica os seus modelos e necessidades emocionais mais profundos, a sua receptividade e capacidade de reflexão. Ela também está associada ao sonho, à imaginação ou a algo que primeiro fica incubado dentro de você para surgir noutro momento, como a gestação, que é feita na escuridão.

Você precisa respeitar o movimento de interiorização da sua Alma, dar tempo para que de fato ela possa lhe guiar no auto conhecimento, da mesma forma que acontece quando colocamos uma sementinha na terra: temos que esperar um tempo para que ela possa brotar.

Quando você utiliza a “sua lua” da pior forma, pode tornar-se ansioso, escandaloso e inconstante. Esse é o jeito da psique sinalizar o quanto você está afastado de si mesmo. Por outro lado, quando consegue aproveitar o que há de melhor nela, você torna-se uma pessoa que corre atrás de seus próprios sonhos, está sempre animada e disposta e, com isso, todos podem notar o seu encanto.

A Lua rege o signo de Câncer e, na Mitologia, está associada à Ártemis ou Diana, a caçadora virgem dos bosques, nos lembrando que devemos ser sempre e, antes de mais nada, caçadores de nós mesmos.

 

Mercúrio:

Representa a inteligência, a comunicação, as trocas, a maneira que você possui de informar-se e expressar-se. Indica de que maneira você desliga-se da ignorância e atinge à compreensão. Ele está associado aos trabalhos do intelecto como escrever, ensinar e aprender.

Na sua pior utilização, surge o mentiroso, o ladrão, o superficial. Já em sua melhor apresentação, encontraremos aquela pessoa alegre, brincalhona, estudiosa, inteligente…

Mercúrio é o regente de Gêmeos, na Mitologia é o deus da comunicação e da eloqüência, mensageiro principal de Zeus com os mortais. A sua inteligência é o seu melhor veículo para compreender o mundo e a você mesmo, mas ela também pode nos trapacear, pois tem limites. Ela pode unir e separar. No Mapa Astral, podemos ter pistas de qual é a melhor maneira de você utilizar a sua inteligência.

 

Vênus:

Vênus representa a sua sensibilidade, o sentido de belo e o afeto com que você lida com as pessoas e situações. A Casa do Mapa Astral onde estiver Vênus é onde você precisa agir com delicadeza e suavidade. Assim, poderemos acessar nossa melhor parte, despertando nosso lado gentil, sensível, bonito e até artístico… Porque o amor é uma arte!

Quando você afasta-se dela, surge então a feiúra, a insensibilidade, o melindre. Vênus é o planeta regente de Touro, na Mitologia está associada a deusa do Amor, Afrodite, nascida das espumas do mar com o sêmen de Ouranus (o Céu), ao ser castrado por Saturno.

O amor é a única porta de acesso ao Infinito que habita em nós, portanto, a beleza deverá ser sempre o reflexo de uma Beleza Maior. Por exemplo, quando observamos um pôr do sol, nossa alma é tocada pela Infinitude que esta beleza espelha em nós.

 

Marte:

Marte representa, em sua psique, a energia que você coloca em tudo e a força que usa para abrir os seus próprios caminhos. No Mapa Astral, ele indicará o setor da sua vida onde mais se concentrará essa força, onde deverá lutar e enfrentar os desafios com coragem, pois apesar dos “ferimentos” que geralmente acontecem, as conquistas também certamente virão.

Quando você usa da melhor maneira essa sua capacidade de lutar pelas coisas que quer, desperta a sua verdadeira força, a energia mais qualificada, a vontade mais consciente e melhor dirigida para a conquista de suas mais importantes batalhas.

Quando abre mão disso, pode despertar o pior que há em você, respondendo às situações da vida com violência, agressividade, rudeza e, às vezes, ficando sem a energia necessária para realizar até as pequenas coisas.

É importante sempre lembrar que Marte, regente do signo de Áries, na Mitologia, é o deus da guerra e que mesmo não saindo vencedor em todas as situações, não devemos perder de vista o Herói e o Guerreiro que existe dentro de cada um de nós.

 

Ceres:

Ceres é o planeta que representa a Natureza cultivada, assim como a ordem, o método, a análise e a saúde. No Mapa vai indicar onde você precisa organizar melhor as coisas e cultivar o que houver de melhor em si mesmo.

Estas são algumas maneiras que você possui de aplicar melhor as suas capacidades enquanto uma pessoa ordeira, limpa, saudável, metódica e organizada, evitando a permanência em atitudes doentias e insistindo em comportamentos superprotetores ou em críticas estéreis que poderão até contribuir negativamente para a sua saúde.

Essa Grande Mãe que acolhe, cuida e cura é a regente do signo de Virgem e, na Mitologia, era também a deusa da fertilidade, o que serve para nos lembrar que é assim que deve ser a nossa vida: fértil e produtiva.

 

Pallas:

Pallas representa a virtude e o equilíbrio, além de remeter à imagem da Sabedoria aliada à prática da vida. Na Casa astrológica onde ela estiver, indicará onde você deve lutar para expulsar todo e qualquer vício e, acima de tudo, estabelecer a virtude como condição de poder tomar o leme de sua própria existência.

Ao realizar esta tarefa com sucesso, você conseguirá fazer brilhar sua melhor parte, realçando suas virtudes e tornando-se equilibrado, comprometido com seus objetivos e justo em suas decisões. Ao contrário, quando abre mão dessas prerrogativas e opta pelo lado viciado das coisas, você permite que sua pior parte prevaleça, tornando-se uma pessoa leviana, omissa e fofoqueira, além de promover intrigas com uma facilidade indesejável.

Pallas é a regente do signo de Libra e, na Mitologia, é a deusa virgem da “guerra justa”, aquela luta da qual você não pode fugir e que deve empreender para conservar o que existe de puro em si próprio, além de manter o que há de mais justo e equilibrado em sua vida.

Não esqueça que Pallas é uma guerreira, que o símbolo de Libra é uma balança e que a Justiça geralmente é representada pela espada e a balança… Provavelmente para não perdermos de vista a necessidade de sermos ponderados, pesarmos e medirmos tudo que for necessário, mas também não ficarmos indecisos na hora de usarmos a espada, porque, com certeza, existem coisas que não merecem serem medidas ou pesadas!

Júpiter:

Júpiter representa o poder, a autoridade, a sabedoria e a razão. Ele é o maior de todos os planetas, é conhecido como o planeta da sorte e, na Mitologia, é maior de todos os deuses. No Mapa, ele vai indicar o setor prático onde você geralmente tem mais sorte e também o ponto de expansão da sua alma.

Quando você permite que o Mestre que há em você desabroche, utilizando as melhores qualidades de Júpiter, apresenta-se como uma pessoa otimista, sábia e cuja autoridade não precisa ser imposta pela força, pois ela impõe-se por si só. Mas se você abrir mão dessa autoridade verdadeira torna-se facilmente autoritário; se esquecer também da sabedoria que transcende os conceitos e os preconceitos, pode iludir-se, achando que pode tudo e, como a onipotência não é uma prerrogativa dos mortais, torna-se infalivelmente prepotente e, consequentemente, impotente.

Júpiter rege o signo de Sagitário e na Mitologia é o “pai dos deuses e dos homens“, aquele que, depois de longas batalhas, finalmente estabeleceu a Harmonia das Esferas e a manteve, numa alegoria para que nós também façamos a mesma coisa, nos harmonizando com tudo a nossa volta.

 

Saturno:

Saturno representa o limite e a estrutura necessária à sua realização. No Mapa, vai indicar o seu ponto de restrição, o setor prático da sua vida em que, muitas vezes, você sente-se limitado, onde é exigido ao máximo. Esta exigência não existe para que você fique esgotado, mas serve para que possa dar o melhor de si.

O ponto em que Saturno se encontra também indica a cruz de sua vida, que não deve ser vista como um castigo, mas sim, compreendida pelo ensinamento de Sta. Tereza D’Ávila que dizia que “(…) uma cruz não deve ser arrastada, mas erguida, pois ao erguê-la nos erguemos com ela“.

Isso pode ser conseguido com bastante disciplina, uma das grandes qualidades enfocadas aqui e que propiciam o surgimento de outras, como ser estruturado, realizador e responsável. Mas se você ceder aos fatores limitantes do mundo, fatalmente será aquela pessoa chata, fria, calculista, indisciplinada, irresponsável e avarenta.

Saturno rege o signo de Capricórnio e, na Mitologia, é o próprio tempo que tudo consome, não nos deixando esquecer a responsabilidade que temos com a própria vida, no sentido de não desperdiçarmos o tempo que temos para investir em nossas realizações.

 

Urano:

Urano representa o próprio Céu, além da criatividade e das idéias. No mapa, indica o seu lado criativo, inventor, original e excêntrico.

Em sua melhor apresentação, desperta o seu lado idealista e fraternal, criativo e até genial, podendo fazer com que você se torne aquela pessoa que tem uma capacidade própria de servir de sinalizador para as pessoas que estão perdidas e não conseguem sequer perceber um sentido para a vida. Esquivando-se de exercer essa função especial, você próprio perde de vista o significado das coisas, transformando-se em uma pessoa enjoada, abusada, anarquista e revoltada, sem causa nenhuma, o que, em casos extremos, poderá desencadear em atitudes subversivas e até terroristas.

Urano rege o signo de Aquário e na Mitologia é o próprio Céu, que permanece imutável, agora e sempre, para que não percamos de vista a possibilidade e a necessidade de imitarmos na linearidade da vida a verticalidade do Princípio.

 

Netuno:

Netuno representa a inspiração criadora, a fé que remove até montanhas, o êxtase que eleva a intuição que faz você sentir-se como parte do Todo e o amor universal que lhe dá esta certeza. No mapa, indica a sua antena de ligação com o Universo e aponta a fé através da qual entramos em comunhão com este Universo.

Quando você consegue manter esta antena limpa e livre de “ninhos de passarinhos“, pode acessar sua melhor parte, tornando-se uma pessoa intuitiva, inspirada, confiante na Força Maior que mantém tudo. Quando relaxa demais a ponto de permitir que interferências várias interrompam sua ligação com o Sagrado, então você começa a desligar-se e a distanciar-se de si mesmo, permanecendo confuso, iludido, aumentando a possibilidade de viciar-se em qualquer coisa (drogas, sexo, ideologias, dinheiro…), pois estará sempre precisando de algo que lhe preencha…

Netuno rege o signo de Peixes e na Mitologia é o deus dos mares, que vive em uma região submarina chamada Aigai, onde nada o perturba e de onde ele sabe tudo o que acontece na superfície… Orientação interessante a ser seguida a partir da compreensão de que podemos manter a calma interior, apesar de vivermos em um mundo emocionalmente agitado e, mesmo assim, nos mantermos “ligados” a tudo.

 

Plutão:

Plutão representa o inferno, o invisível e o misterioso. No mapa, vai mostrar onde a sua alma terá a possibilidade de morrer para o que é inferior, renascendo transformada e, consequentemente, melhorada.

Ao enfrentar esta “morte”, esta descida aos seus infernos interiores com o objetivo de enfrentar seus medos, exorcizar os fantasmas e curar as feridas, você faz uma opção consciente por tornar-se profundo investigador de você mesmo e de quaisquer outras situações que viver, indo além do que as aparências nos impõem. Caso contrário, terá de conviver com o seu lado sombrio, medroso, tempestuoso, destruidor e, às vezes, até vingativo.

Plutão rege o signo de Escorpião e, na Mitologia, é o deus do mundo invisível, nos relembrando que essa dimensão é comum a todos nós e faz parte da vida, que podemos e até devemos transitar por ela, mas com o intuito de superarmos nossas próprias limitações.

 

Autora do texto: Cacah Travassos é astróloga profissional e membro da diretoria do Sindicato do Astrólogos do Estado de Pernambuco (SINASPE).

Fonte: Espiritualismo

 

 



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

et cetera
Crônicas da Gaveta

Relatos amadores de um coração cardisplicente...

Sara M. Adelino

Tradutora. Revisora. Redatora.

WILDsound Writing and Film Festival Review

Feature Screenplay, TV Screenplay, Short Screenplay, Novel, Stage Play, Short Story, Poem, Film, Festival and Contest Reviews

Destino Feliz

Seu Blog de Viagens, Roteiros e Experiências

• powersx3

' in your mind,i have all power #

dmaimalopes

A great WordPress.com site

delenaalways

A fine WordPress.com site

evilking.wordpress.com/

Comic Book and related work by Danilo Beyruth

ibooksney

EM ANDAMENTO

My Broken Throat

Até que o medo se desfaça... Um engano do destino

nicoleravinos

"Um dia sem sorrir é um dia desperdiçado"

Action Nerds

Bonecos, tirinhas e nerdices. Aqui você encontra tudo isso!

%d blogueiros gostam disto: