World Fabi Books











{maio 5, 2014}   [Pensando bem…] Eu não quero ser você!

Eu descobri que as pessoas sentem inveja!

Mas, eu não falo somente da invejinha branca do dia a dia, aquela que nos faz dizer a um amigo “cara, você é foda! Eu queria ser você!!“, eu falo daquela inveja feia como uma bruxa velha e enrugada, a la Mágico de Oz, que fica parada num canto escuro, apenas te observando e lançando pragas das sombras…

Falo daquela inveja que não te faz crescer e tentar ser alguém melhor um dia, assim como aquela pessoa que você tanto admira e sente a tal invejinha branca… Eu falo justamente do oposto! Daquela inveja que te prende, te traz para baixo, que te faz odiaaaaaar o próximo e desejar que o pior aconteça com ele, ao invés de você desejar que o melhor aconteça com você!

Aquela inveja que te faz brigar e não batalhar, que te faz perder companheiros, que te faz perder a noção dos seus sonhos, dando-lhe a falsa impressão de que precisa viver os sonhos do outro para poder ser o melhor!

Aquela inveja que te faz querer aparecer o tempo todo e de todas as formas, que te faz acumular desejos, mas não os SEUS desejos, e sim os desejos “deles”! Que te faz querer ser melhor do que todos em tudo, mas de uma forma tão egocêntrica e cega, que te deixa perdido num labirinto sem saída, com paredes de vidro para dar a falsa segurança de que o mundo é seu e você ainda vive nele… Para te dar a falsa impressão de que todos estão olhando para você, quando, na verdade, apenas observam o estranho indivíduo preso naquele labirinto: “Pobre, criatura!“…

A inveja que sentem, meus caros, desperta o pior de vocês e daqueles ao seu redor!

Ao invés de crescer, você cai…

Ao invés de admiração, você ganha pena…

Ao invés de respeito, você ganha desconfiança…

Uma vez, cheguei muito perto de ser dominada por essa inveja, mas consegui me salvar nos 45 do segundo tempo… Não me orgulho disso, porém, admito sem rodeios e sem pudor, fui fraca e posso voltar a ser, contudo, continuarei dando a volta por cima!

Sentir inveja, é muito normal!

Mais normal do que imagina!

Você pode ser uma criatura invejosa, pode sentir inveja branca ou negra… Tanto faz! Isso faz parte da natureza humana: invejar o próximo. Contudo, o que não é certo é se deixar dominar por ela! 

Tal domínio também é, infelizmente, normal de se ver…

É fácil se deixar levar, ainda mais no mundo em que vivemos, onde precisamos ser “alguém” para poder sobreviver.

E ser alguém, hoje em dia, é complicado, pois todos estão querendo ser o tal “alguém”, mas das mesmas ideias, transformando-os em multidões padronizadas de sobreviventes que existem como a maioria, com os mesmos trabalhos, mesmo ideais, mesmas formas de pensar… Sem realmente VIVER suas próprias vidas!

E quando um consegue de fato VIVER, os padronizados se agarram a esse ícone, tentando absorver tudo o que essa pessoa é, querendo se tornar o que ela é… Ter uma chance como ela teve!

Bom… A parte da chance não é o errado da história, mas sim, o roubo de identidade!

Não perca a batalha!

Pense em si mesmo e não no outro!

Será que vale tanto a pena assim esquecer-se de si mesmo e passar a querer a existir apenas como uma sombra da outra pessoa? 

Eu não quero ser normal… Eu quero ser EXCEPCIONAL

Não quero essa inveja negra para mim, quero que tenham inveja “boa” de mim, assim como sentirei dos outros! Uma inveja branca, que nos faz querer crescer!

Eu não quero a inveja que mata quem sou. Eu quero a inveja que me faz ver exemplos e até, quem sabe, ser o exemplo! 

Portanto, larga dessa vida existencialmente invejosa!

Tenta VIVER uma vida de erros e acertos, de exemplos e crescimentos!

Será que falei demais?

Texto by Me (Fabiane)!

eu

 

 

Anúncios


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

et cetera
Amor literário

Resenhas de Livros 📖 💻 📝

Devaneios da Lua

Sobre tudo e ao mesmo tempo nada

Crônicas da Gaveta

Relatos amadores por Blair Pttsn

Sara M. Adelino

Tradutora. Revisora. Redatora.

WILDsound Writing and Film Festival Review

Feature Screenplay, TV Screenplay, Short Screenplay, Novel, Stage Play, Short Story, Poem, Film, Festival and Contest Reviews

Destino Feliz

Seu Blog de Viagens, Roteiros e Experiências

Enquanto houver oxigênio

Respire mais uma vez e tente outra vez

dmaimalopes

A great WordPress.com site

delenaalways

A fine WordPress.com site

evilking.wordpress.com/

Comic Book and related work by Danilo Beyruth

ibooksney

EM ANDAMENTO

My Broken Throat

Até que o medo se desfaça... Um engano do destino

%d blogueiros gostam disto: