World Fabi Books











{janeiro 14, 2015}   Resenha: A Rainha da Fofoca Fisgada (Meg Cabot)

Olá, olá leitores e leitoras do nosso coração!

Olha mais uma resenha soltando fumaça e lantejoula para vocês!

O livro da vez é a continuação da série A Rainha da Fofoca, da escritora Meg Cabot! (se você ainda não leu a resenha dos livros anteriores, então clique AQUI e AQUI para ir dar uma olhadinha e se inteirar!)

Ou seja, neste momento falaremos da obra que, FINALMENTE, responde devidamente TODAS as perguntas deixadas no livro anterior e, ao mesmo tempo, sana nossa imensa curiosidade a respeito do que a senhora Cabot deixou para o incrível desfecho da saga, em A RAINHA DA FOFOCA FISGADA!

a rainha da fofoca fisgada

Novamente aviso que se você não leu os outros dois livros, é melhor não continuar a ler esta resenha! É sério, gente! SE VOCÊ NÃO LEU OS LIVROS ANTERIORES, ENTÃO, NÃO CONTINUE A LER ESTE POST! Afinal, não seria nem um pouco legal estragar a leitura de vocês com spoilers, não é?

Uma vez avisados, vamos dar continuidade…

Ao final do livro anterior, muitos leitores, assim como eu, ficam totalmente chocados e acham um ABSURDO tremendo a Lizzie ter bancado a idiota romântica-idealista mais uma vez e  aceitado o pedido de casamento de Luke!

Bom…

Na verdade, é apenas no começo deste livro que nós temos a confirmação do SIM que ela dá ao príncipe francesinho… Mas, acredito que a resposta positiva é um tanto óbvia no final do segundo livro, visto os sentimentos confusos da personagem e a incrível tendência que ela tem de idealizar o casamento perfeito!

Vamos recapitular!

Lizzie Nichols conseguiu conquistar o emprego dos seus sonhos, bem… pelo menos está bem perto de conquistar, né… De qualquer forma, ela está trabalhando como restauradora de vestidos de noiva, conseguiu um apartamento inteirinho para si mesma (mesmo que seja quase um muquifo) e foi totalmente fisgada pelo suposto príncipe encantado! Então, não teria como Lizzie estar mais feliz, certo?

Hm… Pelo visto não!

Lizzie  acredita que era dessa forma “feliz abobada” que ela deveria estar se sentindo, porém, o que acaba acontecendo é que sempre quando olha para o seu GIGANTESCO e CARÍSSIMO anel de noivado de muitos quilates, uma urticária aparece em seu braço! O mesmo acontece quando ela tenta planejar seu casamento com Luke!

Ah, sim!

Tanta alergia também pode ter relação com o breve caso que teve com o ex de sua melhor amiga Shari e melhor amigo de seu atual noivo, o lindo Chaz – o responsável por seu coração estar tão dividido e infeliz, quando deveria estar dando piruetas de satisfação por finalmente ter conseguido o que tanto desejava: um casamento perfeito com o cara perfeito!

O drama de Lizzie apenas piora, quando percebe que absolutamente ninguém, com exceção de sua família (exceto a vovó) e da de Luke, aprova o seu casamento! Algo que não é tão impressionante assim visto tudo que o bonitão aprontou com ela no volume anterior!

E, para confeitar ainda mais este bolo de tumultos e problemas, além de ter que lidar com o casamento “fail”Lizzie também necessita lidar sozinha com a, agora, super requisitada loja Chez Henri (pois o seu patrão sofre um infarto e a Madame Hanri precisa ficar de acompanhante para o marido adoentado). Sem mencionar o fato de que, no meio desta confusão toda, ela conhece Ava Geck, uma artista considerada “vagabunda viciada em crack”, que vira sua grande confidente e acaba exemplificando para ela como está sua atual situação amorosa, visto que a tal artista está passando por problemas parecidos.

E a medida que o enredo vai se desenrolando e a trama vai complicando, tudo vira uma bola de neve que só vai se desfazendo quando as perguntas que ficaram sem resposta em A Rainha da Fofoca em Nova York vão sendo respondidas!

Aliás… Tudo se resolveria com facilidade se Lizzie não continuasse sendo tão cabeça dura!

Mas, como Meg Cabot parece ADORAR piorar as coisas para Lizzie, ela mantem a personagem com a personalidade turrona, ignorando o seu coração. Sendo que, quando finalmente algumas coisas parecem começar a se resolver (algo que acontece apenas depois que Lizzie passa a dar o braço à torcer para algumas coisas), a autora decide matar uma das pessoas mais importantes na vida de Lizzie e, também, resolve fazer com o que o Henri resolvam se mudar e vender o prédio onde está a loja e o apartamento de Lizzie!

Maldade, não?

Em A Rainha da Fofoca Fisgada, a nossa fofoqueira linda é totalmente trucidada por acontecimentos bombásticos que acontecem um atrás do outro, quase não dando uma folga para ela respirar! Um casamento “fail” com Luke, seguido por seus sentimentos loucos por Chaz, com uma atriz louca como a Ava agitando um pouco mais as coisas, o fato de estar (quase) desempregada e sem-teto por causa dos Henri e, por fim, o trágico fato de que precisa lidar com a morte da sua pessoa preferida no mundo!

E tudo isso nos dá vontade de gritar e dizer: Por favor! Dá um tempo para a nossa Lizzie, moça Cabot!

Sinceramente? Este, na minha opinião, é o melhor volume da trilogia! Ele é empolgante, informal, divertido e muito, mas MUITO, engraçado mesmo! Mais uma vez, Meg Cabot não me decepcionou!

Com uma narrativa leve e descompromissada, a autora nos revela um amadurecimento incrível de seus personagens, além de arrancar alguns sorrisos e suspiros dos leitores durante algumas passagens da trama.

Este volume foi publicado pela Editora Galera Record em 2011, mas, somente AGORA, eu consegui lê-lo! Por um lado, fiquei extremamente satisfeita em poder, finalmente, concretizar a aventura de Lizzie Nichols, devorando 448 páginas em quase apenas um dia! No entanto, por outro lado, fiquei um pouco triste, pois, mais uma vez, fiquei órfã de uma série!

A leitura é extremamente dinâmica e gostosa, tendo um enredo bem fechadinho, sem pontas soltas e repleto de falas engraças (sendo muitas de autoria de Chaz, da subcelebridade Ava Geck e da avó de Lizzie).

E como podem perceber, A Rainha da Fofoca Fisgada me conquistou muito mais do que os dois livros anteriores, visto que a autora, novamente, mostrou a sua capacidade de fazer com que o leitor mude de opinião durante a trama. Algo que comigo aconteceu, por exemplo, com o Luke!  No primeiro livro, eu simplesmente suspirava por ele, mas, neste último, eu passei a me irritar imensamente com o carater do personagem (algo que me surpreendeu, inclusive).

Cabot consegue manipular nossos sentimentos e transformar os personagens diante de nossos olhos sem perder a coesão do enredo! Vemos personagens crescerem e outros simplesmente decaírem, de uma forma tão natural que nos deixa surpresos quando nos pegamos xingando alguém ou torcendo por outro!

Então, se estão no clima de uma leitura leve, rápida, divertida e descompromissada, eu recomendo DEMAIS esta trilogia louca e totalmente Chick-lit!

Sinopse oficial:

“No último livro da série bestseller do New York Times, a vida não podia estar melhor para Lizzie! Ela parece ter tudo o que sempre quis: conseguiu um emprego em Nova York, está fazendo aquilo de que mais gosta, trabalhando numa loja de restauração de vestidos de noiva, e Luke, seu namorado gatíssimo e cheio da grana, finalmente a pediu em casamento. Mas por que será que Lizzie não consegue ficar satisfeita por estar a alguns passos do altar? Parece que ninguém está se importando com o que Lizzie quer fazer da vida! Só sua avó – com seu jeito peculiar –, as funcionárias na Chez Henri e uma cliente celeb louca de pedra para clarear suas ideias e mostrar que o futuro estava ali por perto o tempo todo…”

 Texto by Fabi

IMG_20150112_011422

Ps.: Finalmente terminei todas as resenhas a respeito dos livros da trilogia A Rainha da Fofoca!



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

et cetera
Crônicas da Gaveta

Relatos amadores de um coração cardisplicente...

Sara M. Adelino

Tradutora. Revisora. Redatora.

WILDsound Writing and Film Festival Review

Feature Screenplay, TV Screenplay, Short Screenplay, Novel, Stage Play, Short Story, Poem, Film, Festival and Contest Reviews

Destino Feliz

Seu Blog de Viagens, Roteiros e Experiências

• powersx3

' in your mind,i have all power #

dmaimalopes

A great WordPress.com site

delenaalways

A fine WordPress.com site

evilking.wordpress.com/

Comic Book and related work by Danilo Beyruth

ibooksney

EM ANDAMENTO

My Broken Throat

Até que o medo se desfaça... Um engano do destino

nicoleravinos

"Um dia sem sorrir é um dia desperdiçado"

Action Nerds

Bonecos, tirinhas e nerdices. Aqui você encontra tudo isso!

%d blogueiros gostam disto: