World Fabi Books











{maio 5, 2015}   Resenha: Star Wars – Kenobi, de John Jackson Miller

Olá, leitores Jedi!

Estamos de volta e desta vez iremos falar de…

Star Wars – Kenobi!

Star Wars - Kenobi 1

 

2015 definitivamente é o ano de Star Wars. Com a estreia de O Despertar da Força no final do ano, é a hora dos fãs correrem para todo tipo de lojas e adquirir produtos dessa saga de uma galáxia tão tão distante (as minhas canecas do ovo de páscoa estão me encarando enquanto digito este texto).

É nos livros que a Força tem estado com Star Wars aqui no Brasil: Herdeiro do Império, primeiro de uma trilogia continuando a história de O Retorno de Jedi – sem relação com o vindouro filme da Disney, contudo – vendeu mais de 40 mil exemplares desde o lançamento em dezembro.

Porém, enquanto a continuação não chega, a Aleph nos presenteou com um conto centrado em um único e fascinante personagem da série: o mestre Jedi Obi Wan Kenobi.

Kenobi

Kenobi é escrito não somente como um estudo de personagem, mas também como uma mistura eficiente de aventura, fantasia e uma boa dose de velho oeste americano.

Duvida?

Vamos à sinopse então:

Num povoado remoto no meio do deserto, alguns habitantes sofrem com ataques de nativos. Para contornar o problema, um fazendeiro decide que a melhor coisa a se fazer é uma ‘milícia’, que defende as pessoas em troca de um certo valor. Tudo isso é abalado quando um homem misterioso chega ao povoado. Sem revelar nada sobre seu passado, ou quem ele é, o forasteiro conquista amigos e inimigos, enquanto desperta sentimentos mais profundas em uma determinada porém solitária dona de armazém.

Faroeste demais?

Pois é exatamente assim que o autor estruturou Kenobi. O deserto é o planeta Tatooine, palco de muitos eventos da saga Star Wars, o forasteiro é Obi Wan “Ben” Kenobi e os nativos são os perigosos caçadores Tusken, coloquialmente conhecidos como o Povo da Areia.

A força do livro está nos personagens secundários, todos criações de J.J. Miller. Temos o fazendeiro Orrin Gault, que vendo nos ataques do Povo da Areia uma chance de tirar uma graninha, é o responsável por criar a milícia.

Os filhos de Gault, Mullen e Veeka, são os típicos jovens e encrenqueiros, sendo uma má influência para o jovem Jabe Calwell, filho de Annileen, dona do maior mercado do povoado onde a história se passa: o Oásis Pika (eu sei, eu sei…).

Annileen é uma mulher forte, determinada e sofrida, que cria os filhos com mão de ferro e carinho ao mesmo tempo, resistindo às investidas de Orrin, que foi um dos responsáveis pela prosperidade do Oásis junto com o falecido marido de Annileen.

Outro personagem de bastante destaque é A’Yark, líder de guerra do Povo da Areia. O arco de A’Yark é eficiente em mostrar o outro lado do conflito, embora os capítulos focados nesta personagem sejam um pouco mais arrastados, embora não menos interessantes.

O que nos traz ao personagem principal do livro!

SWKenobi-coverart

Ben Kenobi ainda se encontra atormentado pelos eventos ocorridos no Episódio III – A Vingança dos Sith. Com dificuldades para aceitar a perda de Anakin Skywalker e o fim da ordem Jedi, Kenobi recorre à meditação direcionada a seu antigo mestre, Qui-Gon Jinn.

É possível sentir todo o peso e o sofrimento do mestre Jedi, que se culpa pela derrocada de Anakin ao lado sombrio da Força e sua impotência diante da ascensão do Império Galáctico. O sentimento de amizade e respeito que Obi Wan (Ben, na maior parte do livro) nutre por Annileen é tocante e cresce aos olhos do leitor, com direito até uma crush adolescente vinda da filha da personagem: Kaillie.

O autor humaniza Ben de uma maneira que nem o próprio George Lucas conseguiu, fazendo com que torçamos para que Kenobi consiga a felicidade que tanto deseja.

Mas, como fãs de Star Wars, sabemos que a missão de ficar de olho em Luke Skywalker significa mais para ele, o que leva a certas passagens do livro que são de cortar o coração.

A obra não possui nenhuma grande revelação (somente uma surpresa bem legal com relação a um personagem inesperado), mas compensa na alma que o enredo os personagens possuem. Não estava esperando que o livro fosse ser uma leitura tão agradável, mas John Jackson Miller conseguiu algo bem legal: me fez enxergar vários momentos dos filmes com um olhar diferente.

E provar mais uma vez o quanto o Obi Wan é um Jedi mega fodão!

ewan-mcgregor-obi-wan-kenobi-star-wars-Favim.com-262035_large

….

Texto by Guh Valente

IMG1116

Anúncios


Carlos Bazuca says:

Com efeito, “humanizar” personagens dessa linha, tipo “caceteiro por profissão” é um trabalho complicado e, nem sempre, agrada todo mundo. Por conta dessa postagem, fiquei curioso e vou conferir, parabéns pela postagem.

Poderosa é, nesta postagem a Força!



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

et cetera
Amor literário

Resenhas de Livros 📖 💻 📝

Devaneios da Lua

Sobre tudo e ao mesmo tempo nada

Crônicas da Gaveta

Relatos amadores por Blair Pttsn

Sara M. Adelino

Tradutora. Revisora. Redatora.

WILDsound Writing and Film Festival Review

Feature Screenplay, TV Screenplay, Short Screenplay, Novel, Stage Play, Short Story, Poem, Film, Festival and Contest Reviews

Destino Feliz

Seu Blog de Viagens, Roteiros e Experiências

Enquanto houver oxigênio

Respire mais uma vez e tente outra vez

dmaimalopes

A great WordPress.com site

delenaalways

A fine WordPress.com site

evilking.wordpress.com/

Comic Book and related work by Danilo Beyruth

ibooksney

EM ANDAMENTO

My Broken Throat

Até que o medo se desfaça... Um engano do destino

%d blogueiros gostam disto: