World Fabi Books











{setembro 30, 2013}   Bioshock: Rapture de John Shirley

Olá, leitores e gamers do nosso coração!!

O post da vez irá falar sobre um livro, lançado no dia 12 de julho pela Editora Novo Século, que possui um enredo pautado em cima de um conhecidíssimo game: Bioshock!

Aliás, acho que muitos já repararam que a “literatura pop” anda se baseando bastante em alguns games por aí, não? (Ex.: God of War, Assassin’s Creed, Diablo, Battlefield, Uncharted, Mass Effect, World of Warcraft, etc…) Alguns, são ótimos e outros se mostraram um tanto decepcionante para alguns leitores… No entanto, parece que esse prelúdio do Bioshock vem com um conteúdo promissor! Muitos com quem conversei que já leram a obra e jogaram o produto da 2K Games, disseram que um não “prejudica” o outro e que a narrativa do escritor John Shirley é ótima, não tiveram problemas em “engrenar” na leitura. Sem mencionar que o próprio jogo é tão sinistro que qualquer gamer que se preze precisa jogá-lo pelo menos uma única vez no escuro para testar os nervos!

Inclusive, escutei muita gente dizer que está curiosa para ler a obra, justamente por causa do climax criado pelo jogo, algo que Shirley conseguiu trazer para o livro por sinal, pois você vai lendo e ficando tenso a cada passagem da história, cujo foco está em mostrar como a cidade subaquática de Rapture surgiu dentro do mundo de Bioshock.

Bom…

Bioschock: Rapture conta como tudo literalmente se desenrolou, sendo que no primeiro capítulo já temos a  apresentação do encanador Bill McDonagh, que sem querer já começa tendo um “bate-papo” com o próprio Andrew Ryan, a mente por trás da monumental e submersa Rapture. Além disso, o desfecho do primeiro capítulo tem deixado muita gente ansiosa para ler o livro inteiro, pois o escritor consegue deixar o leitor na gana de conseguir compreender um pouco mais quem foi Andrew Ryan.

Assim como o jogo, o livro também tem diálogos recheados com figuras de linguagem e analogias referentes aos princípios humanos. Afinal, para quem não recorda, Rapture era a cidade “sem Deus ou Reis, somente o Homem”, algo que vai gerar muitos debates e mentes alvoroçadas sobre comportamento social envolvendo a liberdade de manipulação científica e cultural (lembrem-se de EVE, ADAM e a famosa frase “Would you kindly?”, o game e o livro expões toda uma gama de experiências com seres humanos em busca de um bem-estar/felicidade, que vai deixar qualquer um de cabelos em pé e apelar para o lado polêmico).

Quanto aos finais, tanto do game quanto do livro, eu não vou contar para não dar spoilers, mas posso dizer aos senhores e às senhoritas (ou senhoras) que ambos são ótimos! Portanto, não precisam ficar apreensivos em viajar por um mundo incrível e no final encontrar algo totalmente “brochante“.

Agora, fiquem com a sinopse do livro!

Bioshock-Rapture

 

Sinopse oferecida pela editora Novo Século:

Fim da Segunda Guerra Mundial. As bombas atômicas de Hiroshima e Nagasaki trouxeram ao mundo o medo de uma total aniquilação. Novas políticas foram adotadas pelo governo americano, a fim de recuperar e restaurar a economia do país. Os altos impostos, o aumento da intervenção do Estado nas instituições privadas e o crescente poder das agências de inteligência davam ao cidadão comum a impressão de eterna vigilância. A sensação de liberdade diminuía a cada dia… e muitos pareciam dispostos a fazer de tudo para reconquistá-la. Entre eles, havia um grande sonhador, Andrew Ryan, decidido a criar sua própria utopia: uma cidade livre de governo, de censura, de restrições morais à ciência. Nesta cidade, tudo seria possível, e cada um receberia de volta o correspondente a seu esforço individual. Esta cidade era Rapture, a joia no fundo do mar. Mas nem tudo correu conforme o esperado, e uma grande tragédia abalou os planos daquele sonhador. Esta é a história do início de tudo… e do fim.

 



et cetera
Amor literário

Resenhas de Livros

Devaneios da Lua

Sobre tudo e ao mesmo tempo nada

Crônicas da Gaveta

Relatos amadores por @Cardisplicente

Sara M. Adelino

Tradutora. Revisora. Redatora.

WILDsound Festival

Weekly Film Festival in Toronto & Los Angeles. Weekly screenplay & story readings performed by professional actors.

Destino Feliz

Seu Blog de Viagens, Roteiros e Experiências

dmaimalopes

A great WordPress.com site

delenaalways

A fine WordPress.com site

evilking.wordpress.com/

Comic Book and related work by Danilo Beyruth

ibooksney

EM ANDAMENTO

My Broken Throat

Até que o medo se desfaça... Um engano do destino

nicoleravinos

"Um dia sem sorrir é um dia desperdiçado"

Action Nerds

Bonecos, tirinhas e nerdices. Aqui você encontra tudo isso!

%d blogueiros gostam disto: