World Fabi Books











{julho 29, 2015}   O Destino da Escolha

Você devia ler ” O Destino da Escolha ” no Wattpad. http://w.tt/1Mufhlp

………

Bom….

Para quem ainda não conhece, eis mais uma obra minha (Fabi): O Destino da Escolha!

Este é um projeto antigo, portanto se houver erros, me desculpem, pois ainda não o corrigi…

Bem… Espero que gostem! 🙂

image



{julho 19, 2015}   Mais um projeto: Sem Nome

Você devia ler ” Sem Nome ” no Wattpad. http://w.tt/1JaxR0Z

Eis mais um projeto meu (Fabi).
E este é o livro chamado “Sem Nome“.
É um romance um tanto pesado e às vezes sombrio. E nesta semana postei mais um capítulo.

Se quiserem ler, ficaria honrada em tê-los como leitores! 🙂

Wattpad - Sem Nome



Povo querido do meu coração!!!

Eiiiis os dois primeiros capítulos de Sem Nome (isso mesmo, esse é o nome do livro! hehehe…), que eu coloquei no Wattpad!

Bom…

Basicamente, eu entrei no Wattpad depois de receber algumas solicitações, de ler umas coisas por aí e dar o braço a torcer. Então, chutei a preguiça e comecei postando o primeiro capítulo de um dos meus livros, o Conto de Dragões!

E agora, eis mais uma de minhas obras!

Se ficaram interessados, acessem o link abaixo e, se quiserem, podem dar uma lidinha!

LINK!! 😉

Aliás…

O livro AINDA não tem capa oficial, então, estou usando uma “montagem” para introduzi-lo…

Mas, se alguém quiser me ajudar e fazer um desenho para que eu possa colocar na capa, ficaria muito feliz, mesmo!!

(se quiserem ir direto para o primeiro capítulo do livro, basta clicar na imagem abaixo)

 

Wattpad - Sem Nome

Texto by Fabi

IMG_20140915_112932



O post de hoje vou começar diferente!

Iniciarei falando sobre…

A Corte dos Bruxos de Naminaroth. Um lugar maravilhoso, referência em conhecimento e poder. Entretanto, fachada para um cenário opressor e interesses ocultos. É ali que o então jovem mago tem acesso a pesquisas secretas dos bruxos, envolvendo um dragão, criatura pela qual ele é fascinado. A história gira em torno do ser que ele se tornou quando trocou todo o sangue de seu corpo pelo do dragão, e das amizades e paixões que construiu nesse meio tempo, enquanto procurava descobrir mais sobre a criatura, e mais sobre si mesmo.

Eis a sinopse da obra de Bruno Davi KretzmannO Mago de Naminaroth e a Fênix!

O Mago de Naminaroth e a Fênix

O livro AINDA não foi “publicado”, porém, está prestes! No dia 21 deste mês, o autor Kretzmann lançará a sua estória de estreia no mundo incrível da literatura fantástica!

Eu, Fabi, tive o prazer de ler a obra em primeira mão, já que, por algum motivo, ele confiou em mim e me passou o manuscrito para ler e avaliar.

Além de ter sido uma tremenda honra, devo dizer que fiquei encantada pelo enredo e pelas personagens! Eu já suspeita do talento pulsante de meu amigo escritor, contudo, ao ler O Mago de Naminaroth e a Fênix, pude, de fato, comprovar que Kretzmann realmente promete!

Para não dar muitos spoilers, pois, lhes garanto que o divertido do livro é ler de “surpresa”, vou tentar resumir um pouco as impressões que tive durante a leitura.

Inicialmente, devo dizer que este é um livro para se ler por lazer!

Ele tem a sua densidade e uma boa cota de sentimento, inclusive, podemos sentir o autor dentro de cada passagem da estória. No entanto, a obra não é algo como Game of Thrones, por exemplo. Digamos que a leitura está mais para a sensação que sentimos quando lemos Elantris, ou as Crônicas dos Senhores de Castelo, ou, então, livros da série Rangers.

Já adianto que você se prenderá, e muito, nos flashback’s contidos no meio da narrativa. E não precisam se preocupar com eles, pois, não são o tipo de flashback que quebra totalmente o ritmo da leitura e acaba estragando um pouco a expectativa.

Na verdade, esses momentos em que conseguimos vislumbrar o passado, apenas nos faz ficar ainda mais próximo dos personagens, o que, por um lado é ótimo, uma vez que, com isso, conseguimos criar uma empatia agradável. Contudo, por outro lado… Essa aproximação só aumenta o nosso sofrimento em momentos de tensão ou tristeza (por assim dizer) da estória! (ah sim! E os flashbacks do Bruno são beeeem menos do que os que o Eduardo Spohr costuma escrever! hehehehe…)

Aliás, Kretzmann me impressionou ao mostrar que sabe mesmo brincar com os sentimentos do leitor. Em alguns momentos, principalmente os de batalha, somos arrastados por uma narrativa louca e dinâmica, que faz com que nossos olhos dancem pela página, acompanhando cada golpe, piada ácida, pulo, lágrima, movimento, … Enfim, vamos devorando cada palavra, presos à adrenalina e ao nervosismo.

Ele também nos dá pausas para respirar, deixando que nos recupere e nos prepare para a próxima ação ou, até mesmo, notícia bombástica. Mexe com o nosso coração ao colocar a infância dos personagens com uma narrativa tão vivida e marcante, sendo que depois… Ah, depois! Ele estraçalha o órgão em nosso peito!

Mas, calma!

Como eu disse, ele não chega ao nível de George R. R. Martin. Dá para se apegar, sem ficar muito preocupado em sofrer! E quanto a esse estilo de narrativa, cheio de altos e baixos, com sentimentos leves e complexos; o autor decidiu revelar uma coisinha aos leitores:

“Adoro imaginar os diálogos, expressões e tons que os personagens usam nas conversas, muito mais do que as descrições. Gostei dos resultados das cenas de flashback em que os personagens ainda eram crianças. O retrato de suas emoções e pontos de vista sobre uma situação ou outra ficaram, a meu ver e conforme algumas opiniões que já recebi, bem verídicos e tocantes. Algumas cenas em específico são bem nostálgicas para mim, pois demorei alguns anos para concluir a obra, o que resultou em diferentes tons, bem dintinguíveis, em passagens diversas da obra, que refletiam meu humor e experiências pessoais pelas quais eu estava passando na época. Prometo não demorar anos para escrever os próximos livros! Já tenho cerca de 100 páginas de anotações para eles, algumas cenas prontas e tinha bem menos quando escrevi o primeiro.”

Interessante, não?

E o segredo para deixá-los ainda mais sedentos para ler a obra, é evitar dar spoilers e ressaltar que, realmente, esbarrei com mais um talento da literatura brasileira que promete!! Sem mencionar que as ilustrações da obra são LINDAS DEMAIS!!

Ilust Cap 1

É por isso que digo: Muito obrigada, Adalberto Souza, por deixar o trabalho de Bruno Davi Kretzmann ainda mais glamouroso! Seus desenhos são INCRÍVEIS!!!!

Bom…

Retomando!

No livro, juro que senti toques interessantes da mão de outros escritores! Não digo plagio!

LONGE DISSO!

Pelo contrário!

É possível perceber que o autor ter uma vasta bagagem de leitura, que o permitiu escrever uma estória tão linda, com uma narrativa tão diversificada e um enredo tão cativante! Senti…

  • um pouco do Eduardo Spohr na mania dos flashback’s;
  • uma pitada de Raphael Draccon na  “bibliografia” fantástica;
  • uma pincelada de Affonso Solano nas passagens “endeusadas”;
  • uma pontada de Leonel Caldela nos vários momentos “RPG”;
  • um dedinho do Renan Carvalho nos personagens…

Enfim, dá para sentir muita coisa: Terry BrooksTony DiTerlizziUrsula K. Le GuinRobin HobbChristopher PaoliniTerry Pratchett (que, infelizmente, nos deixou a pouco tempo)Anne Bishop, Raymond E. Feist, Brandon Sanderson, Stephen R. LawheadJohn Flanagan, Philip PullmanG.Brasman (Gustavo Girardi)G.Norris (Gustavo Tezelli)Diana Gabaldon, Renata VenturaÁlvares de Azevedo, C.S. Lewis, Willian Donadon, Denise Flaibam, J.R.R. TolkienMarion Zimmer Bradley,  Lewis CarrollDa ChenJoseph DelaneyCornelia FunkeNeil Gaiman, Trudi CanavanAlexandre Lobão, Orlando Paes FilhoJuliet MarillierDaniela PalumboLicia Troisi, etc…

São tantas influências, porém, ao mesmo tempo, é possível encontrar uma narrativa tão única… Que surpreende!

E mesmo eu não tendo certeza alguma se ele já leu obras de todos estes autores, para mim, foi bem claro senti-los, como mentores, ao lado de Kretzmann, enquanto ele escrevia! Bem como, a influência dos jogos de mesa/tabuleiro (também conhecidos como tablegames) e de RPG, na forma de escrita, algo que o autor confirma:

“Stephen King escreveu uma vez algo sobre não estar inventando histórias, mas sim contando histórias que precisam ser contadas. Eu gosto de imaginar a mesma coisa sobre esse universo que criei junto de meu primo e minha esposa. As histórias sempre vieram naturalmente em minha mente e, mesmo quando eu achava que tinha chego a um beco sem saída, a própria história me conduzia onde eu tinha que chegar. O Mago de Naminaroth e a Fênix abre as portas para histórias antigas que escrevíamos desde criança, quando nós nos fazíamos de personagens e sonhávamos com superpoderes, aventuras e descobertas mágicas. E isso é comum a muitas pessoas, por isso eu acredito que a mensagem do livro acabe despertando certa familiaridade nos mais diversos leitores. Tem um pouco aqui de aventuras de RPG (Role Playing Game) que joguei também, além de textos inacabados de nós três, citações reais de pessoas que eu conheci e uma mescla ousada de realidade e fantasia. Quando criamos o Grupo Além do Muro com o objetivo de lançar nossos projetos ao público, nós decidimos criar um universo onde todas as nossas histórias coexistissem. E quando eu digo todas, eu digo todas mesmo. Então vocês podem esperar mais títulos depois dO Mago. Uns parecidos, outros completamente diferentes, mas com algum detalhe que vai fazer você voltar a página e relê-la várias vezes, se questionando se você já viu aquilo em algum outro lugar.” (e se você quiser saber mais sobre o Grupo Além do Muro, clique AQUI)

De qualquer forma, eu lhes garanto que este livro é um sucesso e você podem lê-lo sem medo algum!

E, é por isso, que vou reforçar que o lançamento, pela Editora In House, acontecerá durante um dos encontros do Grupo Além do Muro!

  • Data: 21 de março de 2015 (sábado);
  • Horário: das 11h ás 18h;
  • Local: Biblioteca Pública Municipal “Prof. Nelson Foot”, localizada na Avenida Dr. Cavalcanti, nº 396, bairro Vila Arens, em Jundiaí (CEP.: 13201-003);
  • Preço: R$ 39,90
  • Informações: O pessoal da editora estará no evento até ás 13h, com a maquininha de cartão, caso alguém não queria ou não tenha como pagar em dinheiro (depois deste horário, só poderemos comprar o livro pagando em espécie mesmo, pois não terá como passar o cartão)

E, lembrando, como o evento é do Grupo Além do Muro, além do lançamento e da sessão de autógrafos, os leitores/participantes poderão usufruir de outros atrativos na programação do dia, como:

  1. Mesas disponíveis para ensinar e aprender jogos de tabuleiro modernos, com um fabuloso acervo de jogos, graças aos parceiros, como Galápagos e Grow. Lembrando que vocês também podem levar os seus jogos!
  2. Campeonato regional de Carcassone! Valendo um Carcassonne Mares do Sul e a uma vaga no Campeonato Nacional! (mas, para participar, é preciso enviar um email para inscricao@alemdomuro.com.br, com o nome completo, email para contato e data de nascimento)!
  3. Lançamento do Livro O Mago de Naminaroth e A Fênix de Bruno Davi Kretzmann, com tarde de autógrafos e leitura de trechos da obra!
  4. Lançamento do Portfólio de Ilustrações de Adalberto F. Souza, responsável pelas fantásticas artes de O Mago de Naminaroth e a Fênix!
  5. Presença de Designers e Lojas de Jogos, tais como: Boomer Brinquedos, BG Express, Funbox e Medieval Toys!
  6. Distribuição Fantástica de Pokemons! Ação que será realizada em homenagem ao lançamento da obra,  além da distribuição de Ho-Oh’s e Mega-salamence’s, com apelidos relacionados a importantes personagens do livro!
  7. Para quem precisar, serão emitimos certificados de horas complementares para faculdades e afins (basta solicitar a organização do evento).
  8. Haverá pasteis, churros, refrigerantes, entre outras coisas mais, sendo que o consumo de comidas e bebidas no local irá ajudar o Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (CEDECA)!
  9. Quem quiser, poderá jogar e participar das mais épicas aventuras com o grupo de RPG: os Protetores do Reino!
  10. É permitido levar qualquer portátil e jogar com os demais participantes da Mureta 3DS, com: Pokemon, Smash Bros., Mario Kart, Monster Hunter e muito mais! Os participantes poderão jogar tanto pela diversão como para competição também, entrando nos torneios premiados organizados pela Liga N-Blast de Jundiai!
  11. Aqueles que forem ao evento, poderão escolher seu clã e batalhar contra seus amigos!
  12. E os organizadores também estão incentivando o pessoal a levar H.Q.’s velhos, pois neste evento, estarão arrecadando doações de histórias em quadrinhos, que, além de valer pontos para seu clã, ajudará (e muito) o pessoal da biblioteca!

Acompanhe mais detalhes sobre o evento, clicando AQUI!

Jogos Além do Muro

 

E se vocês quiserem conhecer um pouco mais sobre o livro, basta clicar no link a seguir e ler um pedacinho da obra:

O Mago de Naminaroth e a Fênix – O Conto do Cavaleiro de Jade 

Texto by Fabi

IMG_20150220_121010

 

 

 



Terra Cruz

Autor: Leonardo Brum

.

.

.

Desculpem a demora… Esse livro eu li há semanaaaas, contudo, apenas agora tive tempo para montar uma resenha “a la Fabiane”. Mas, não pensem que a demora é consequência da qualidade do livro, pois, se os meus dias não estivessem tão agitados aqui na Itália, com total certeza, esse post já teria saído há tempos!!

Enfim… Sobre o que é Terra Cruz? Ou… Como é Terra Cruz?

Dá uma olhadinha no que o produtor de reportagem da TV Globo, Marcelo Movschowitz, escreveu para o prefácio do livro:

“Quando produzimos uma entrevista de Leonardo Brum para o Programa Mais Você, deparamo-nos com um jovem autor de muita garra e talento, colocando-se de forma espontânea diante das câmeras. Na época, Um Mundo Perfeito ainda estava em sua primeira edição, e logo veio a se consagrar um merecido sucesso com a vendagem rápida do livro e a sucessiva segunda edição comemorativa da Editora.

Desta vez, o autor nos prestigia com uma envolvente história de vampiros, aderindo aos padrões da narrativa que lembra clássicos como Bram Stroker e Anne Rice, mas, primordialmente, prima pelo toque impressionante de originalidade. O terror e a fantasia estão presentes, mas, fundamentalmente, é o suspense marcante que dita a história. Aos poucos, vamos nos aprofundando numa trama que se mostra cada vez mais intrigante, num texto ágil e que prende a atenção um capítulo após o outro. Ao final, uma sucessão de fatos com ritmo cenográfico traz à tona uma realidade ainda mais surpreendente. Uma encruzilhada em que os destinos se encontram e novos rumos serão definitivamente traçados.

Comece a ler o quanto antes o livro que tem em mãos. Você não conseguirá largá-lo até que a última linha traga a resposta para todo o mistério sobre a origem dos vampiros. E de tudo o que, afinal, se encontra à espreita.”

No mínimo intrigante, não?

Após ler esse prefácio muito bem escrito e depois devorar todo o enredo que Leonardo Brum nos oferece em uma bandeja de prata, regado a um liquido denso e vermelho, como eu poderia escrever uma crítica literária à altura?

Missão difícil a minha, não é mesmo?

De qualquer forma, vou tentar ao menos instigá-los a ler mais uma obra brasileira incrível!

O escritor – e vencedor do Prêmio Nacional Codex de Ouro 2011 – não regrediu no nível e com certeza não decepcionou em sua alucinante trama!

O livro não começa de forma tranquila e nem simples. Logo nas primeiras páginas, Leonardo Brum faz questão de nos arremessar de cabeça dentro de um mundo cheio de suspense e mistérios.

Que grupo é esse?

Quem eles estão procurando?

Por que Terra Cruz?

E num mudar de ambiente, de um prólogo para um começo de capítulo, os questionamentos apenas aumentam!

Onde eles estão?

Para onde vão?

O que vai acontecer?

E as perguntas vão se acumulando… As ações vão se intensificando…

Você vai devorando cada palavra! A vontade de descobrir o que virá em seguida lhe consome! Os olhos prendem-se ás palavras em busca de detalhes e informações! E a mente pode chegar a superaquecer, caso você tenha uma veia de detetive e goste de narrativas desse gênero literário.

E agora, Santiago?

E o Samuel?

E a Vanessa?

E a sua mãe, Santiago?

Como fica a cidade?

Quem realmente é aquele mendigo?

Mas, a pergunta que REALMENTE não quer calar é… De onde vieram os vampiros?

A resposta para isso vai deixá-lo de olhos esbugalhados. Algo totalmente único, criativo e surpreendente! Quem mais poderia pensar numa resposta tão especial, assustadora e fantástica (em todos os sentidos da palavra), além do nosso escritor brasileiro, Leonardo Brum?

Eu, particularmente, não perco o sono por vampiros, contudo… Os olhos custam a se fechar quando minha mente imaginativa fica presa em um tipo de ser em especial… Algo que me tira o sossego  apenas em imaginar aqueles olhos sobre mim! (e um outro autor brasileiro – o Nelson Magrini – sabe muito bem disso!)

Só tenho mais uma coisa para lhes dizer do livro… De fato, nessa trama há três maneiras de se acabar com um vampiro: a luz do fogo, a luz do dia e a luz do criador!

 

 

 

“Deus? Você acha que foi Deus quem Criou os vampiros?”



{novembro 1, 2011}   Incrível fantasia!

A mais incrível fantasia para ir numa festa de Halloween!!!

 

 

 

Para quem não sabe, este é um dos alienígenas do jogo Hallo.



STEPHEN KING

Stephen King

Stephen Edwin King nasceu em Portland, no dia 21 de setembro de 1947. Ele é um escritor americano, reconhecido como um dos mais notáveis escritores de contos de horror fantástico e ficção de sua geração.

Seus livros foram publicados em mais de 40 países e muitas das suas obras foram adaptadas para o cinema.

Embora seu talento se destaque na literatura de terror/horror, escreveu algumas obras de qualidade reconhecida fora desse gênero e cuja popularidade aumentou ao serem levadas ao cinema.

King vendeu inúmeras histórias curtas para revistas antes de ter seu primeiro grande romance (“Carrie, a Estranha”) publicado pela Doubleday em 1973, dando início a uma carreira de sucesso que durou por décadas.

Assim que os seus livros começaram a fazer sucesso, como “Christine” e “A Espera de um Milagre” (“The Green Mile”), Hollywood clamou pela oportunidade de transformar os best-sellers em ouro nas bilheterias. Mais de 50 histórias de Stephen King já foram gravadas para o cinema ou para a TV, e não há indícios de que isso vá acabar.

Alguns de seus livros, na minha opinião, são verdadeiros clássicos do terror psicológico, como por exemplo: “O Iluminado” , “Rose Madder”, “A Névoa” e “Jogo Perigoso”.

No entanto, por mais que eu o idolatre, sei que King também desliza de vez em quando e nessas ocasiões escreve livros de menor qualidade, como: “O Nevoeiro” e “O Apanhador de Sonhos”.

Voltando á história de vida do escritor, quando Stephen King tinha apenas dois anos, seu pai, Donald Edwin King, abandonou a família. Sua mãe, Nellie Ruth Pillsbury, o criou sozinha, assim como o seu irmão mais velho adotivo David. Foram muitas as vezes em que passaram por graves dificuldades financeiras.

Ainda criança, testemunhou um acidente horrível: um de seus amigos ficou preso em uma ferrovia e foi atropelado por um trem. Muitas pessoas falam que isso inspirou seu lado negro e suas criações perturbadoras, mas o próprio autor descarta essa idéia. (texto lido no site do Wikipédia)

O primeiro livro que King escreveu, como já mencionei, foi Carrie, a Estranha”, um livro que, a meu ver, deixa nítido o escritor fantástico que ele é!

Por isso, farei uma breve lista de livros, filmes (para cinema e TV) baseados em suas obras, para que tenham uma breve noção do quanto uma mente criativa pode criar!

Adaptações

Cinema

  • 1976 – Carrie
  • 1979 – Os Vampiros de Salem (Salem’s Lot)
  • 1980 – O Iluminado
  • 1982 – Creepshow
  • 1983 – Cujo
  • 1983 – Na Hora da Zona Morta
  • 1983 – Christine, O Carro Assassino
  • 1984 – A Colheita Maldita (Children Of The Corn)
  • 1984 – O Poder do Fogo
  • 1985 – A Força do Mal
  • 1985 – O Segredo da Bala de Prata
  • 1986 – Comboio do Terror
  • 1986 – Conta Comigo
  • 1987 – O Sobrevivente
  • 1989 – Cemitério Maldito
  • 1990 – Contos da Escuridão
  • 1990 – A Criatura do Cemitério
  • 1990 – Misery, O Último Capítulo
  • 1991 – Jovem Outra Vez
  • 1991 – Às Vezes Eles Voltam
  • 1992 – O Passageiro do Futuro
  • 1992 – Sonâmbulos
  • 1993 – A Face Oculta
  • 1993 – Os Estranhos
  • 1993 – Trocas Macabras
  • 1994 – Um Sonho de Liberdade
  • 1995 – Mangler
  • 1995 – Fenda no Tempo
  • 1995 – Eclipse Total
  • 1996 – A Maldição
  • 1997 – Vôo Noturno
  • 1997 – A Maldição de Quicksilver
  • 1998 – O Aprendiz
  • 1999 – À Espera de um Milagre
  • 2001 – Lembranças de um Verão
  • 2003 – O Apanhador de Sonhos
  • 2004 – A Janela Secreta
  • 2004 – Boleia Arriscada
  • 2006 – Desespero
  • 2007 – 1408
  • 2007 – The Mist: Nevoeiro Misterioso
  • 2009 – Sede de Vingança

Minisséries

  • 1979 – Os Vampiros de Salem
  • 1990 – It: Uma Obra-Prima do Medo
  • 1994 – A Dança da Morte
  • 1995 – Fenda no Tempo
  • 1999 – A Tempestade do Século
  • 2002 – Rose Red: A Casa Adormecida

Séries

  • 2002 a 2007 – O Vidente (Baseado no livro “A Zona Morta”) – A Série teve 6 temporadas
  • 2006 – Pesadelos e Paisagens Noturnas
  • 2010 – Haven (Baseado no livro “The Colorado Kid”) – A 2º temporada foi confirmada para 2011

Contos Adaptados em Diversas Séries

  • 1984 – Contos da Escuridão – 1ª Temporada – Episódio 08: The Word Processor of the Gods (Adaptação do Conto “O Processador de Palavras dos Deuses (do livro Tripulação de Esqueletos)
  • 1986 – Além da Imaginação – 1ª Temporada – Episódio 18: Gramma (Adaptação do Conto “Vovó” (do livro ‘Tripulação de Esqueletos)
  • 1987 – Contos da Escuridão – 4ª Temporada – Episódio 09: Sorry, Right Number (Adaptação do Conto “Desculpe,Número Certo” (do livro Pesadelos e Paisagens Noturnas)
  • 1991 – Monsters – 3ª Temporada – Episódio 24: The Moving Finger (Adaptação do Conto “O Dedo Semovente” (do livro Pesadelos e Paisagens Noturnas
  • 1997 – Quinta Dimensão – 3ª Temporada – Episódio 15: Revelations of Becka Paulson (Adaptação de um Conto nunca publicado)

Continuações

  • 1987 – Creepshow II: Arrepios do Medo (1987)
  • 1987 – O Retorno à Salem’s Lot (1987)
  • 1992 – Colheita Maldita II: O Sacrifício Final (1992)
  • 1992 – Cemitério Maldito II (1992)
  • 1995 – Colheita Maldita III: Colheita Urbana (1995)
  • 1996 – O Passageiro do Futuro 2 (1996)
  • 1996 – Às Vezes Eles Voltam 2 (1996)
  • 1996 – Colheita Maldita IV (1996)
  • 1997 – Trucks: Comboio do Terror (1997)
  • 1998 – Colheita Maldita V: Campos do Terror (1998)
  • 1998 – Às Vezes Eles Voltam… Para Sempre! (1998)
  • 1999 – A Maldição de Carrie (1999)
  • 1999 – Colheita Maldita 666: Isaac Está de Volta (1999)
  • 2001 – Children of the Corn: Revelation (2001)
  • 2001 – Pânico Virtual (Continuação de “Mangler: O Grito do Terror”)
  • 2002 – Vingança em Chamas (“Continuação de “A Incendiária”)
  • 2005 – Mangler: O Massacre (2005)

Remakes

  • 2002 – Carrie
  • 2009 – Colheita Maldita

Remakes de Minisséries

  • 2004 – A Mansão Marsten (Remake de “Os Vampiros de Salem”)

Outros

  • 1997 – Ghosts (Ideia original de Stephen King,mas que a história não consta em seus livros)
  • 2003 – The Diary of Ellen Rimbauer (Prólogo de “Rose Red:A Casa Adormecida”)
  • 2006 – Forças do Mal (Mais uma Continuação de Creepshow,mas não tem qualquer envolvimento na obra de Stephen King)

Séries escritas por King

  • 2004 – Kingdom Hospital

Livros

Ficção

  • 1974 – Carrie, a Estranha (Carrie)
  • 1975 – A Hora do Vampiro (Salem’s Lot)
  • 1977 – O Iluminado (The Shining)
  • 1978 – A Dança da Morte (The Stand)
  • 1979 – A Zona Morta (The Dead Zone)
  • 1980 – A Incendiária (Firestarter)
  • 1981 – Cão Raivoso (Cujo)
  • 1983 – Christine (Christine)
  • 1983 – O Cemitério (Pet Sematary)
  • 1983 – A Hora do Lobisomem (Cycle of the Werewolf)
  • 1984 – O Talismã (The Talisman, escrito co)
  • 1985 – Tripulação de Esqueletos (Skeleton Crew)
  • 1986 – A Coisa (It)
  • 1987 – Os Olhos do Dragão (The Eyes of the Dragon)
  • 1987 – Angústia (Misery)
  • 1987 – Os Estranhos (The Tommyknockers)
  • 1989 – A Metade Negra (The Dark Half)
  • 1990 – A Dança da Morte (expandida) (The Stand: The Complete & Uncut Edition)
  • 1991 – Trocas Macabras (Needful Things)
  • 1992 – Jogo Perigoso (Gerald’s Game)
  • 1992 – Eclipse Total (Dolores Claiborne)
  • 1994 – Insônia (Insomnia)
  • 1995 – Rose Madder (Rose Madder)
  • 1996 – À Espera de Um Milagre (The Green Mile)
  • 1996 – Desespero (Desperation)
  • 1998 – Saco de Ossos (Bag of bones)
  • 1999 – A Tempestade do Século
  • 1999 – The Girl Who Loved Tom Gordon (não publicado no Brasil))
  • 2000 – Riding the Bullet (não publicado no Brasil)
  • 2001 – O Apanhador de Sonhos (Dreamcatcher)
  • 2001 – A Casa Negra (Black House, escrito com Peter Straub)
  • 2002 – Buick 8 (From a Buick 8)
  • 2005 – O Rapaz do Colorado
  • 2006 – Celular (Cell)
  • 2006 – LOVE: A História de Lisey (Lisey’s Story)
  • 2008 – Duma Key (Duma Key)
  • 2009 – Under the Dome
  • 2010 – Blockade Billy

Não ficção

  • 1981 – Dança Macabra (Danse Macabre)
  • 1988 – Nightmares in the Sky: Gargoyles and Grotesques
  • 2000 – On Writing
  • 2000 – Secret Window, Secret Garden
  • 2005 – Faithful: Two Diehard Boston Red Sox Fans Chronicle the Historic 2004 Season

Contos

  • 1978 – Sombras da Noite (Night Shift)
  • 1982 – Quatro Estações (Different Seasons)
  • 1985 – Tripulação de Esqueletos (Skeleton crew)
  • 1990 – Depois da Meia-noite (Four Past Midnight)
  • 1993 – Pesadelos e Paisagens Noturnas I e II (Nightmares & Dreamscapes)
  • 1997 – Six Stories
  • 1999 – Corações Perdidos da Atlântida
  • 2002 – Tudo é Eventual (Everything is eventual: 14 Dark Tales)
  • 2008 – Just After Sunset

Sob o pseudônimo de Richard Bachman

  • 1977 – Fúria/Raiva (Rage)
  • 1979 – A Longa Marcha/Caminhada da Morte (The Long Walk)
  • 1981 – A Auto-Estrada (Roadwork)
  • 1982 – O Concorrente (The Running Man)
  • 1984 – A Maldição do Cigano (Thinner)
  • 1985 – Os Livros de Bachman (The Bachman Books)
  • 1996 – Justiceiros (The Regulators)
  • 2007 – Blaze

Apesar de todas essa coletânea de textos e palavra ser fantástica (assim como outras que eu possa ter esquecido de colocar aqui) e por ele considerado por muitos como um dos mestres do horror e um dos autores “mais adaptados” para o cinema e para a televisão, nenhuma delas, creio eu, será a obra que o torna um “Mestre” diante do olhar de inúmeros fãs!

A obra que, assim como J. R. R. Tolkien, Stephen King demorou quase a vida toda para escrever, foi a série: A Torre Negra” (essa série, na minha opinião, possui os melhores livros que King já escreveu em toda a sua carreira de escritor e, até mesmo, de roteirista).

Série A Torre Negra (The Dark Tower)

Grande parte da obra de Stephen King se encontra reflexada na sua opus magnus: A Torre Negra, uma saga de sete volumes.

  • 1982 – A Torre Negra Vol. I – O Pistoleiro (publicado originalmente como cinco histórias separadas entre 1978 e 1981; edição revista e expandida publicada em 2003) (The Gunsliger)
  • 1987 – A Torre Negra Vol. II – A Escolha dos Três (The Drawing of the Three)
  • 1991 – A Torre Negra Vol. III – As Terras Devastadas (The Waste Lands)
  • 1997 – A Torre Negra Vol. IV – Mago e Vidro (Wizard and Glass)
  • 2003 – A Torre Negra Vol. V – Lobos de Calla (2003; originalmente anunciado com o título A Sombra Rastejante) – (Wolves of the Calla)
  • 2004 – A Torre Negra Vol. VI – Canção de Susannah (Song of Susannah)
  • 2004 – A Torre Negra Vol. VII – A Torre Negra (The Dark Tower)

Sendo que King voltou com tudo: “A Torre Negra”, “Cemitério Maldito” e “A Dança da Morte” em breve ganharão novas adaptações nas telonas. Portanto, os fãs do escritor Stephen King já podem comemorar.

A Universal acaba de anunciar que comprou os direitos de produzir mais três filmes, além de séries para a TV, baseados na série de livros “A Torre Negra”. A obra já vendeu mais de 30 milhões de exemplares em 40 países, inclusive, o Brasil.

E para quem estava curioso para saber por onde eles começarão, o estúdio já escalou Ron Howard (diretor de “Uma Mente Brilhante”) para pilota o primeiro filme e a primeira temporada do seriado, que serão roteirizados por Akiva Goldsman (que trabalhou no filme “O Código Da Vinci”).

O autor mostrou-se bastante animado com o fechamento do negócio. “Eu estava esperando pela equipe certa para levar os personagens e as histórias destes livros para a TV e o cinema”, disse King.

Já o roteirista não deixou por menos e sentenciou sobre a possibilidade de “traduzir” as linhas: “Ao contar a história através de muitas horas, temos a melhor chance de ser o mais fiel possível a obra e estamos muito animados com esta oportunidade.

O mundo de “A Torre Negra”é muito rico em detalhes e conectado”. Agora, é começar a contagem regressiva e torcer para que o trabalho seja bem sucedido e chegue logo nos cinemas.

“A Torre Negra”

Série "A Torre Negra"

Bom, como são sete livros (como pudemos ver na lista acima) fica quase impossível fazer um resumo da obra inteira aqui, visto que já me prolonguei demais neste post!

Portanto, vou apenas contar o básico, o que já pode instigar muitos a começar a ler esta fabulosa obra!

Os livros que contam a história e as desgraças do último da linhagem dos Pistoleiros, Roland Deschain.

A série foi inspirada no poema de Robert Browning Child Roland a Torre Negra Chegoue também em J. R. R. Tolkien. Cheia de referências à cultura pop e lendas arturianas e do velho faroeste, “A Torre Negra” mistura ficção científica, fantasia e terror numa narrativa que forma um verdadeiro mosaico da cultura popular contemporânea.

A história destes livros e o enredo utilizado por King tornam esta literatura de fantasia uma das obras mais incríveis que eu já li!! Além de ter como figura dramática principal o maior personagem de ficcão que eu já vi: Roland Deschain, o qual chega a encantar e assustar. Ele é capaz de despertar inúmeros sentimentos e sensações durante a leitura dos sete livros! É simplesmente impressionante e apaixonante!

A história simplesmente reúne o melhor de Stephen Kingcomo escritor e como contador de história. Você se surpreende do início ao fim, tem ótimos momentos hilariantes, drama, romance, terror puro e muita tensão.

Eu tenho certeza absoluta que você não irá se arrepender e também que Roland, Eddie, Susannah, Jake e Oi entrarão para a lista de seus personagens favoritos. Assim como eles entraram para a minha e continuam povoando meus sonhos (mesmo depois de ter terminado de ler a série há aproximadamente três anos! É claro que eu sempre releio… Já reli três vezes a série, contudo, isso mostra o quão viciantes esses personagens e o enredo destes sete livros podem ser!).

E aqui vão algumas frases dos personagens que creio ser as melhores (claro que existem muitas mais, porém, são estas que me vêm a memória agora):

  • “Eu não miro com a mão. Aquele que mira com a mão esqueceu o rosto de seu pai. Eu miro com o olho. / Eu não atiro com a mão. Aquele que atira com a mão esqueceu o rosto de seu pai. Eu atiro com a mente. / Eu não mato com a arma. Aquele que mata com a arma esqueceu o rosto de seu pai. Eu mato com o coração!”– Mantra dos Pistoleiros
  • “Longos dias e belas noites” – Cumprimento no Mundo Médio
  • “Vá então! Há outros mundos além deste!” – Jake
  • “Nem tudo é silêncio no salão dos mortos!” – Roland
  • “Primeiro vem os sorrisos, depois as mentiras, por último o tiroteio.” – Roland
  • “Somos ka-tet, somos um feito de muitos” – Roland
  • “Convencer não é conosco. Nosso negócio é chumbo.” – Roland
  • “Você está certo! Mas pelos motivos errados! E isso faz com que você esteja totalmente errado!” – Cuthbert
  • “‘Se’… uma palavra de 1000 sílabas” – Cort
  • “Uma criança só sabe o que é um martelo quando faz o seu próprio dedo de prego” – Cort
  • “Deus me conceda a SERENIDADE para aceitar o que não poço mudar, a TENACIDADE para mudar o que posso e a BOA SORTE para não fuder tudo com muita frequência.”- Père Callahan
  • “Pássaro e Urso, Lebre e Peixe, dê ao meu amor o que ele mais deseja!” – Roland

O Homem de Preto corria pelo deserto e o pistoleiro ia atrás…



et cetera
Devaneios da Lua

Sobre tudo e ao mesmo tempo nada

Crônicas da Gaveta

Relatos amadores por @Cardisplicente

Sara M. Adelino

Tradutora. Revisora. Redatora.

WILDsound Festival

Weekly Film Festival in Toronto & Los Angeles. Weekly screenplay & story readings performed by professional actors.

Destino Feliz

Seu Blog de Viagens, Roteiros e Experiências

dmaimalopes

A great WordPress.com site

delenaalways

A fine WordPress.com site

evilking.wordpress.com/

Comic Book and related work by Danilo Beyruth

ibooksney

EM ANDAMENTO

My Broken Throat

Até que o medo se desfaça... Um engano do destino

nicoleravinos

"Um dia sem sorrir é um dia desperdiçado"

Action Nerds

Bonecos, tirinhas e nerdices. Aqui você encontra tudo isso!

Baú de Histórias

Em construção!

%d blogueiros gostam disto: